Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Até 4,6 mil temporários poderão ser contratados em 2016

Com informações da Agência Brasília

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer vai contratar até 4,6 mil professores temporários em 2016. Os docentes foram aprovados em concurso em 2014 e ocuparão vagas de pessoal em licença ou que esteja exercendo cargos de coordenação nas escolas. Eles também podem ser chamados para postos exclusivos de servidores efetivos caso não haja profissionais disponíveis para a disciplina que necessita ser preenchida. As contratações poderão atingir limite de 180 mil horas semanais.

 

A demanda para o início do ano letivo é de 5,7 mil docentes. “Essa situação vai durar até que um novo concurso público seja feito, mas esse número pode ser reduzido com a volta de professores afastados por casos como licença médica e maternidade”, antecipa o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho. Segundo ele, está previsto para o primeiro semestre de 2016 a realização de nova prova, com vaga para 1,5 mil professores efetivos, além de cadastro reserva.

 

Os contratos temporários de 2015 foram encerrados conforme as regras do edital do concurso após um ano de vigência. Na segunda-feira (4), a pasta publicou no Diário Oficial do DF a prorrogação da validade do certame, e os professores serão nomeados conforme a necessidade da rede pública e a classificação do candidato. Todos os profissionais que atuaram nas escolas públicas no ano passado voltarão para a lista de aprovados conforme a pontuação que tiveram na prova realizada em 2014.

 

Além disso, a secretaria nomeou, em 7 de janeiro, 69 professores efetivos. As vagas que os docentes preencherão fazem parte das 240 aprovadas em 2015, mas que não foram totalmente preenchidas pelos candidatos convocados à época, quando 171 profissionais tomaram posse. Os novos servidores foram aprovados em concurso em 2013 e se juntarão aos 29 mil professores efetivos da rede pública.

 

“Estamos fazendo todos os esforços necessários e possíveis para que o ano letivo de 2016 se inicie com todos os alunos sendo recebidos por professores em sala de aula”, afirma Júlio Gregório Filho. As aulas começam em 29 de fevereiro, mas os professores retornam das férias em 24 de fevereiro para a semana pedagógica.