Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/05/19 às 13h55 - Atualizado em 23/05/19 às 13h55

Ato ecumênico marca homenagens à professora Débora

COMPARTILHAR

Thaís Rohrer, Ascom/SEEDF

 

Boas vibrações, amor, palavras de consolo e esperança encheram os corações dos amigos e colegas da Secretaria de Educação do DF, durante o ato ecumênico em homenagem à professora Débora Tereza Correia, nesta quinta-feira (23), na sede da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep), na 511 Norte.

 

Foto divulgação

Diferentes expressões de crenças e religiões se uniram para render um tributo a Débora. Em diversos momentos, lembraram que, apesar da saudade, a situação é propícia para transformar o sofrimento em amor e esperança.

 

Hinos católicos e evangélicos traziam mensagens de paz e afeto lembrando os ensinamentos de Cristo.  Muitos amigos e servidores fizeram preces  e lembraram o quanto Débora era atenciosa e amorosa na convivência com os colegas da rede pública de ensino do DF.

 

O significado do nome Débora, abelha,  foi destacado pelo amigo Júlio César, também servidor da Sugep, durante as homenagens. Ele lembrou da importância que a abelha tem para a vida no planeta. Embora pareça pequena, a abelha é capaz de transformar ambientes, polinizando  flores e trazendo equilíbrio ao meio ambiente. Assim, como ela espalha pólen, Débora espalhou amor e conhecimento pelos locais que passou.

 

Foto divulgação

A canção Trem Bala, de Ana Vilela, fechou o ato ecumênico com muita emoção. A letra da música lembra o quanto a vida é passageira e que as expressões de amor devem imperar a todo momento. A última homenagem foi embalada pela música, enquanto os presentes depositaram flores num jarro, em prece por Débora.

 

A professora Débora Tereza Correia foi assassinada na última segunda-feira (20), nas dependências da unidade da SEEDF da 511 Norte. Ela foi a 13ª vítima de feminicídio no Distrito Federal, em 2019. A Secretaria lamenta profundamente a morte da servidora, que atuava na rede pública de ensino desde 2001.

 

Leia também...