Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/04/19 às 17h45 - Atualizado em 12/04/19 às 18h33

Avaliação é realizada por 235 mil estudantes

COMPARTILHAR

Rossana Gasparini, Ascom/SEEDF,

 

Prova é aplicada para alunos do ensino fundamental e médio

 

A Prova Diagnóstica, que avalia o desempenho dos estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal, foi aplicada em todas as unidades escolares da rede nesta quarta (10) e quinta-feira (11). Anualmente, a avaliação, que cobra aspectos de língua portuguesa e matemática, é aplicada para alunos do 2º, 4°, 6° e 8° anos do ensino fundamental e da 1ª e 2ª séries do ensino médio.

 

Foto: Luis Tavares, Ascom/SEEDF

Na Escola Classe 316 Sul, cerca de 120 estudantes do 2º e do 4º ano do ensino fundamental fizeram a prova. O secretário de Educação Rafael Parente esteve na unidade para acompanhar a aplicação. “A Prova Diagnóstica é de extrema importância porque, por meio dela, temos um relatório daquilo que o estudante aprendeu ou deixou de aprender, sendo possível, dessa maneira, que o professor ajuste seu planejamento e compreenda melhor quais estratégias de reforço e aprendizagem foram consolidadas e quais precisam ser melhoradas”, disse.

 

A partir dos resultados da Prova Diagnóstica, é possível estabelecer metas, objetivos, ações pedagógicas e políticas públicas necessárias à superação das fragilidades nos processos de ensino e à garantia do direito de aprendizagem dos estudantes da rede pública. É justamente o que a professora do 4º ano do ensino fundamental da EC 316 Sul, Geralda Virgolino da Silva, faz, assim que tem acesso ao resultado das avaliações. “Eu consigo perceber quais dos meus estudantes precisam de uma atenção maior para que possam aprender os conteúdos ensinados efetivamente”, explicou.

 

Foto: Luis Tavares, Ascom/SEEDF

Em todo o Distrito Federal, cerca de 235 mil estudantes realizaram a Prova Diagnóstica em 2019. Este ano, a avaliação foi feita de forma censitária, sendo que houve aplicação de prova impressa em salas de aula regulares e em laboratórios de informática, por meio do sistema de aplicação eletrônico. Os estudantes do ensino fundamental tiveram 2h30 para realizar o exame e de ensino médio, 4h30.

 

Os professores são os primeiros a ter acesso ao resultado. Em seguida, ele é divulgado para a direção da escola, para as coordenações regionais de ensino e para a Secretaria de Educação, a fim de que toda a rede tenha as informações sobre o desempenho dos estudantes e possa desenvolver, em conjunto, estratégias e ações voltadas para a melhoria do aprendizado. Posteriormente, os resultados também são divulgados para os responsáveis pelos estudantes.

 

SIPAEDF

 

Foto: Luis Tavares, Ascom/SEEDF

A Prova Diagnóstica, aplicada desde 2015, faz parte do Sistema Permanente de Avaliação Educacional do Distrito Federal (SIPAEDF), que conta ainda com os Formulários Contextuais, os quais avaliam institucionalmente o contexto escolar e o ambiente de trabalho oferecido pela Secretaria de Educação. A intenção é identificar as potencialidade e fragilidades institucionais visando à melhoria da qualidade social da educação.

Leia também...