Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/19 às 15h38 - Atualizado em 29/06/19 às 15h41

Eape divulga 3,6 mil vagas para cursos de formação

COMPARTILHAR

Aldenora Morais, Ascom/SEEDF

 

Serão 44 cursos, entre eles, o Maria da Penha vai à escola, que aborda violência sexual

 

A professora Maristela Andrade, da Escola Classe 22 de Ceilândia, tem muito o que comemorar. Neste semestre, ela foi uma das alunas do curso Método Peacch, oferecido pela Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (EAPE). “Foi maravilhoso, pois acrescentou muito na minha prática pedagógica. As mediadoras foram ótimas e, ao longo do curso, confeccionamos diversos materiais que serão utilizados para fazer as intervenções em sala de aula. Esse foi um grande diferencial na proposta deste curso tão arrojado”, elogiou.

 

Esse é o intuito do projeto Aprender sem Parar, da Eape, que contempla ações integradas de formação continuada, pesquisa e avaliação em todas as etapas da educação básica. Para a continuidade do projeto, estão abertas as inscrições para os cursos de formação continuada do 2º semestre de 2019. Os interessados devem fazer a inscrição até o dia 29 de julho por meio do site da Eape.

 

No Jardim de Infância 603 do Recanto das Emas, a professora Patrícia Lima, que fez o curso de Libras na EAPE, neste semestre, reiterou os elogios da colega. “É gratificante participar de um curso de formação tão bem estruturado. O professor, mais do que qualquer profissional, não pode parar”, destaca.

 

Segundo o subsecretário André Lúcio, “Os cursos seguem a trajetória de constituir a formação continuada como política pública na área da educação. Nesse sentido, cumprimos metas estabelecidas para a abordagem de temáticas, entre outras, ligadas à inovação, à tecnologia, à educação para as relações étnico-raciais, à inclusão. São cursos originalmente propostos pela EAPE ou por parceiros”, esclarece André.

 

Combate à violência sexual

 

Uma das novidades desta edição é o curso Maria da Penha vai à escola. O curso aborda técnica das situações de violência sexual. De acordo com Márcia Borba, assistente social do Núcleo Judiciário da Mulher do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), “o objetivo é oportunizar a formação de profissionais no tema da violência sexual, bem como no atendimento e encaminhamento das situações de violência sexual sob a perspectiva de gênero. Esta edição trará o tema do abuso sexual de mulheres adultas e de crianças e adolescentes, além da ampliação do conteúdo, que agora conta com 60 horas de formação”, explica Márcia.

 

Cronograma de inscrição

Período de inscrição 26/06 a 29/07/19
Para curso com pré-requisito envio de documentação Até as 10h do dia 30/07/19
Previsão de divulgação dos contemplados 05/08/19 a partir das 18h
Vagas remanescentes 06/08 a 08/08/19
Para curso com pré-requisito envio de documentação Até as 10h do dia 09/08/19
Divulgação do resultado final 16/08/19 a partir das 18h

 

Clique veja os cursos ofertados

 

 

Leia também...