Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/05/20 às 16h34 - Atualizado em 21/05/20 às 15h18

Educação adere à semana de doação de leite materno

COMPARTILHAR

Mil camisetinhas foram doadas pela Fábrica Social aos bebês de voluntárias

 

Nathália Borgo, Ascom/SEEDF

 

Fábrica Social produziu mil camisetas para bebês com até 3 anos de idade como parte das ações da Semana Distrital de Doação de Leite Materno

 

Em um período de pandemia, quando a solidariedade faz toda a diferença, com a doação de leite materno não poderia ser diferente. Pensando nisso, a Secretaria de Educação fechou parceria com outras entidades para a Semana Distrital de Doação de Leite Materno, que começa nesta segunda-feira (18) com ações virtuais incentivadoras. O secretário da pasta, João Pedro Ferraz, participou da conferência de abertura, promovida pela Rede Universitária de Telemedicina (Rute). Na terça-feira (19), é comemorado o Dia Mundial de Mobilização de Leite Humano.

 

“Nós apoiamos a doação de leite materno para que todos tenham acesso ao alimento que é vital. Uma criança bem alimentada desde o início da vida terá condições ainda mais favoráveis ao desenvolvimento e ao aprendizado. O tema é multidisciplinar e, por isso, prioridade também na Educação. Formamos uma parceria extremamente promissora e estamos gratos por termos sido convidados a participar”, afirmou o secretário da pasta.

 

Para colaborar ainda mais e comemorar a baixa no déficit do banco de leite este ano de 35% para 11% (comparação em relação ao mesmo período em 2019), a Fábrica Social doou mil camisetas para bebês com a frase “Eu divido meu leite”. A ideia é que as mães já incentivem os filhos desde os primeiros meses de vida a repartir o alimento e, dessa maneira, ajudar outros bebês.

 

São camisetinhas para bebês com até 3 anos de idade, já entregues à Secretaria de Saúde e aos representantes do programa Criança Feliz Brasiliense. “A Fábrica Social segue empenhada em exercer a solidariedade e trabalhar com as pastas do GDF no compartilhamento do resultado desse trabalho, além das produções de máscaras que também vêm sendo confeccionadas pelas alunas para ajudar a população a se prevenir do coronavírus”, destacou a subsecretária de Integração de Ações Sociais da SEEDF, Thereza de Lamare.

 

A Secretaria de Saúde e a Secretaria Executiva do programa Criança Feliz Brasiliense fazem parte da mobilização. Outras entidades também participam ativamente para que as doações aconteçam em todo o DF, como o Corpo de Bombeiros, parceiro há 30 anos, que este ano vai disponibilizar 14 viaturas para a coleta do leite materno.

 

Veja a mensagem da secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha, sobre a importância do incentivo ao aleitamento materno, apresentada durante o evento.

 

 

Propriedade no tema

 

Brasília, reconhecida como a Capital dos Bancos de Leite do Brasil, é a única unidade no mundo autossuficiente nesta questão. O primeiro banco de leite humano do Distrito Federal foi fundado em 1978 no Hospital Regional de Taguatinga. As comemorações do Dia Mundial de Mobilização de Leite Humano são realizadas no DF desde 2004 e fazem parte do calendário institucional do GDF.

 

As doações durante o combate à pandemia podem ser marcadas nos bancos de leite por WhatsApp ou serem feitas na hora, no local. As voluntárias ainda podem se inscrever para as doações pelo número 160 (opção 4).

 

Também participaram da conferência virtual a secretária executiva do Programa Criança Feliz, Fernanda Monteiro; o subsecretario de Atenção Integral À Saúde, Luciano Moresco Agrizzi; o coordenador nacional da Rede de Bancos de Leite/Fiocruz, João Aprigio; a consultora técnica na Área de Alimentação e Nutrição OPAS/Brasil, Janine Coutinho; e a coordenadora dos Bancos de Leite no DF/Secretaria de Saúde, Miriam Santos; e o capitão José Bonifácio, representando o Corpo de Bombeiros.


Galeria de fotos

 

Fábrica Social entrega mil camisetas