Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/05/16 às 11h33 - Atualizado em 30/10/18 às 14h10

Em clima de Olimpíadas, DF abre Jogos Escolares

COMPARTILHAR

Maior competição desportiva entre escolas iniciou atividades para competidores das categorias entre 12 e 14 anos

 


 

Na semana em que Brasília recebeu o maior símbolo do esporte mundial, a tocha olímpica, estudantes de escolas públicas e particulares se reuniram para marcar o início do campeonato de jogos mais importante do DF: a 56ª edição dos Jogos Escolares do Distrito Federal (JEDF). Na tarde desta quinta-feira (5), jovens entre 12 e 14 anos de 118 escolas públicas e particulares lotaram as arquibancadas do Ginásio Poliesportivo do Cruzeiro para apresentarem as delegações de suas escolas. O espírito olímpico contagiou os estudantes, que já de início compartilhavam suas expectativas de atuação para o campeonato candango.

 

“Eu não gosto de perder. Vou entrar nas partidas dos Jogos Escolares em nome da minha escola e com a mesma garra que entro nas minhas competições oficiais”, disse Fernando Barbosa, 13 anos, estudante da Centro de Ensino Fundamental (CEF) 312 de Samambaia e um dos destaques do Centro de Iniciação Desportiva (CID) de Samambaia. Fernando é federado há mais de ano e fã incondicional do jogador Leandro do Basquete, brasileiro atuante no time americano Golden State Warriors.

 

Leitora do juramento dos mini-competidores, Geovana Chame Dias também citou as Olimpíadas 2016 como a grande inspiração para o evento. “As pessoas ficam mais animadas para praticar esportes. Elas assistem na TV as competições e ficam com vontade de se movimentar”, comentou ela. A estudante pratica vôlei e ginástica rítmica e vai representar sua escola, o Centro de Ensino Fundamental (CEF) 3 de Sobradinho, nas modalidades atletismo e vôlei. Após sofrer uma lesão no tendão, a jovem tem feito de tudo para uma rápida recuperação e retorno às aulas de ginástica, sua grande paixão.

Exemplos de sucesso

A abertura do torneio de 2016 foi declarada oficialmente pelo secretário de Educação do DF, Júlio Gregório Filho. “Os jogos desenvolvem o espírito esportivo nos estudantes. Além da motivação de defender as escolas, a competição ajuda no desenvolvimento da cidadania”, ressaltou.

 

A cerimônia inaugural contou com a participação especial de dois ex-alunos da rede pública do DF que fizeram seus nomes como atletas olímpicos: a secretária de Esporte, Lazer e Turismo, Leila Barros (vôlei), e João José Vianna , o Pipoka (basquete).“Comecei como vocês, aluna de escola pública de Taguatinga, e acabei rodando o mundo, por meio do esporte. Se empenhem nessa competição! O esporte, assim como a educação, é o caminho para um mundo novo. A integração entre esporte e educação é fundamental”, aconselhou a ex-medalhista de vôlei.

 

Assim como Leila, Pipoka passou pelo Centro de Ensino Fundamental (CEF) 01 de Brasília e pelo Caseb. “Saí da escola como aluno atleta e fui ganhar o mundo. Isso que vocês passam a vivenciar agora nada mais é do que uma mini-olimpíada, que carrega igualmente todos valores do esporte”, acrescentou. Nesta tarde, ambos tiveram a oportunidade de conduzir a tocha olímpica em parte do trecho de 150 km percorridos na capital nesta terça-feira (3).

 

Estiveram ainda presentes no evento o secretário adjunto de Educação, Clóvis Lúcio da Fonseca, a diretora de Programas Institucionais, Educação Física e Desporto Escolar, Joana de Almeida; o gerente de Educação Física e Desporto Escolar, Luís Maurício Montenegro; o secretário interino Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Célio Renê; e o administrador regional do Cruzeiro, do Sudoeste e da Octogonal, Paulo Feitosa.

JEDF em números

Organizado anualmente pela Secretaria de Educação desde 1961, o evento esportivo reúne estudantes de todas as regiões administrativas do Distrito Federal. A região com maior número de instituições participantes é o Plano Piloto, seguido por Ceilândia.

 

Realizado em parceria com Secretaria de Estado de Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal, o torneio é dividido em duas categorias: de 12 a 14 anos e de 15 a 17. O evento realizado na tarde de hoje marca o início das disputas da categoria mais jovem, onde foram inscritos 190 competidores – 119 de escolas públicas e 71 de particulares. As modalidades coletivas desta categoria já estão com as inscrições encerradas, mas as escolas ainda podem inscrever os estudantes nos esportes individuais. Os primeiros jogos serão de futsal, na segunda (9), e o torneio seguirá até outubro.

 

Já as inscrições para 15 a 17 anos estarão abertas durante todo o mês de junho, ficando sob a responsabilidade de cada escola o registro de seus estudantes aqui. A ficha preenchida deve ser entregue por um representante do colégio no Centro Integrado de Educação Física, na 907/908 Sul, ou na sede da Secretaria de Educação, no Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco C, Ed. Phenícia.

 

A Secretaria de Educação espera superar os 8 mil inscritos do ano passado. A edição deste ano conta com 15 modalidades diferentes: atletismo, badminton, basquetebol, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, karatê, luta olímpica, natação, tênis de mesa, voleibol, voleibol de praia e xadrez. O JEDF é a seletiva para os Jogos Escolares da Juventude – etapa nacional dos jogos escolares organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que acontece no fim do ano em João Pessoa (PB).