Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/05/21 às 20h50 - Atualizado em 13/05/21 às 20h50

Escolas de Taguatinga mostram melhorias

COMPARTILHAR

Secretário de Educação faz inspeção em obras e aquisições e supervisiona construção do CEI 10

 

Por Íris Cruz | da Ascom/SEEDF 

 

O trabalho em equipe é símbolo da Secretaria de Educação. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

  

 

o inúmeras obras. Estamos enfrentando problemas históricos da região de Taguatinga e todo Distrito Federal. Virando o jogo na educação e fortalecendo o ensino público, gratuito e de qualidade social❞

Leandro Cruz, secretário de Educação

 

 

Reformas, melhorias e aquisição de equipamentos com recursos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF) movimentaram pelo menos R$ 1,2 milhão em seis escolas da regional de ensino de Taguatinga. O secretário de Educação, Leandro Cruz, visitou todas elas nesta quinta-feira, 13, para conhecer o que está sendo feito para recuperar a infraestrutura educacional do DF.

 

Além disso, inspecionou a construção do Centro de Ensino Integrado 10, também em Taguatinga, o qual já recebeu R$ 500 mil para obra. 

 

o inúmeras obras. Estamos enfrentando problemas históricos da região de Taguatinga e todo Distrito Federal. Virando o jogo na educação e fortalecendo o ensino público, gratuito e de qualidade social”, disse o secretário.

 

O coordenador regional de Taguatinga, Murilo Marconi Rodrigues, reforçoua importância das obras que estão acontecendo hoje na área da educação de Taguatinga é em atender melhor a comunidade escolar como um todo. Ampliar a oferta para vários estudantes”. 

 

A construção do CEI 10 é uma demanda histórica da comunidade Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Escola Classe 11 

 

Em reforma no piso, nas salas de aula, nos armários e janelas, a Escola Classe 11 foi inaugurada no bloco atual em 1979. 

 

Durante conversa com o secretário, a diretora Tatyane Emídio falou sobre a importância da escola funcionar de forma adequada tanto no formato presencial, quanto no remoto. 

 

Ela agradeceu o apoio da secretaria e destacou: Aqui, a escola é um canteiro de obra para o futuro presencial. A escola está bombando nas aulas virtuais. A gente não tem estudante perdido, todos eles conversam com professores, inclusive aqueles que pegam material impresso”.

 

As aulas remotas trouxeram a oportunidade das escolas se adaptarem para proporcionar maior acolhimento. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Centro de Educação Infantil Águas Claras 

 

Com 350 estudantes, o Centro de Educação Infantil Águas Claras se mostra uma escola acolhedora. Durante a visita e ansiosa para a volta de atividades presenciais, a vice-diretora Cândida Amaral afirmou que a luta da Secretaria pela vacina é indispensável. 

 

Toda essa luta do secretário para vacinar todos os profissionais da educação que estão envolvidos no contexto escolar, tanto os funcionários da limpeza, da cozinha, do administrativo, dos professores e direção, é algo que deixa a gente mais otimista em acreditar que a educação possa voltar no sistema híbrido e presencial atendendo a todos de uma maneira mais tranquila nessa pandemia”, argumentou.

 

A escola reformou a área de recreação interna e espera os estudantes com novas interações depois da vacina dos professores Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Centro Educacional 7

 

Já o Centro Educacional 7, atende 431 estudantes em 17 salas de aula. A escola tem dois laboratórios de informática e refeitório. A diretora Ana Célia Costa disse que a escola é como uma casa para cada estudante e se mostra confiante com a atuação do secretário na missão de valorizar o ambiente escolar. 

 

A escola deve ser referência daquilo que os estudantes mais admiram. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF 

 

Escola Classe 50

 

A primeira grande importância das obras na nossa escola é a melhora da formação acústica das salas de aula. Inicialmente como escola temporária, ela iria durar apenas um ano. Hoje, 34 anos depois, recebe a primeira reforma. Agora, com um ambiente mais agradável, a volta da educação presencial vai ser muito mais acolhedora”, disse a vice-diretora da Escola Classe 50, Débora Maria Souza.

 

Atualmente o ambiente é composto por 14 salas de aula, sala de leitura, laboratório de informática e cantina. Entre os anos de 2020 e 2021, a escola recebeu R$ 92 mil em recursos do PDAF via Secretaria de Educação e emendas parlamentares. 

 

Assim, foi feita revitalização do parque, dos bebedouros, da copa, dos banheiros e do espaço de convivência. A escola continua em reforma com conserto de telhado, troca de forro e modernização de rede elétrica. 

 

Centro de Ensino Médio Escola Industrial de Taguatinga (CEMEIT)

 

Com 2.383 estudantes, o CEMEIT tem 26 salas de aula, biblioteca, laboratório de informática, biologia e física. Entre 2020 e 2021, a escola recebeu R$ 976,6 mil em recursos do PDAF via Secretaria de Educação e emendas parlamentares. 

 

Com o investimento, foi feita a reforma de todas as salas de aula com instalação de multimídia, construção de passarela e rampa elevatória. Em 2021 as obras seguem com manutenção do espaço físico, reforma da secretaria e estruturação do arquivo da secretaria. 

 

Escola grande e bem equipada o CEMIT e já é referência na comunidade, com as reformas promete ficar ainda mais acolhedor. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Centro de Ensino Fundamental 19 

 

O Colégio Cívico Militar atende 678 estudantes. Com estrutura de 12 salas de aula, biblioteca, sala multimídia, quadra poliesportiva e quadra de voleibol, a escola recebeu R$ 213,2 mil em recursos do PDAF via Secretaria de Educação e emendas parlamentares para melhorar ventilação das salas de aula, fazer reparos na entrada principal, revitalização e pintura de salas de aula e biblioteca.

 

A vice-diretora Cristina Hosken agradeceu ao apoio para infraestrutura: Nós temos recebido algumas obras da Secretaria de Educação com melhorias para a escola. Só do espaço ser renovado, já traz mais segurança e conforto para os estudantes”.