Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/04/20 às 16h38 - Atualizado em 18/04/20 às 11h20

Abertas inscrições da formação do Google Sala de Aula para professores de Ensino Médio

COMPARTILHAR

A formação on-line permite a escolha de dias e horários. A participação é voluntária

 

Da Redação, Ascom/SEEDF

 

Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

Os professores de Ensino Médio da rede pública interessados em participar da formação do Google Sala de Aula para uso das ferramentas e recursos dessa plataforma podem fazer a inscrição a partir desta quinta-feira (16/4). Quem se inscrever hoje, pode começar a formação já nesta sexta-feira (17/4) ou escolher outros dias e horários disponíveis. As inscrições vão permanecer abertas e há disponibilidade de diversas alternativas na grade horária.

 

Para se inscrever, acesse a página da EAPE.

 

A iniciativa faz parte do Programa Escola em Casa DF, que também inclui a transmissão de teleaulas e de vídeos educativos pelas TVs Justiça, União e Gênesis. Nesta fase inicial, o principal objetivo é manter o engajamento dos estudantes durante a suspensão das aulas por força da pandemia da covid-19.

 

Durante a formação, realizada pelo Google e coordenada pela Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (EAPE), os professores poderão se familiarizar com os usos didáticos e pedagógicos de ferramentas e de recursos disponibilizados pela plataforma: Google Drive, Google Docs, Google Formulários, Google Sala de Aula e Meet.

 

O Ensino Médio conta com 4 mil professores, que dão aulas para 80 mil estudantes em 91 escolas que atendem a esta etapa educacional. Muitos já conhecem a ferramenta.

 

Inicialmente, a EAPE está criando atividades e fazendo curadoria daquelas que já estão prontas. A partir do momento em que os professores passarem a utilizá-la, eles serão os responsáveis por todo o planejamento de aula, inserção de conteúdos e realização de atividades, além de poderem interagir com os estudantes. A capacidade de armazenamento é ilimitada.

 

O acesso a todos os professores também estará liberado nesta quinta-feira. Para os estudantes, a plataforma estará disponível a partir da próxima semana. Como o uso pelos professores é facultativo, haverá também salas temáticas em que todos os estudantes do Ensino Médio poderão encontrar materiais de estudos para todas as séries e componentes curriculares.

 

A plataforma está disponível para qualquer navegador, como o Google Chrome, o Firefox, o Internet Explorer ou o Safari, além dos dispositivos móveis Android e iOS. A implantação foi feita pela equipe da Subsecretaria de Inovação e Tecnologias Pedagógicas e de Gestão (Sinova) da SEEDF.

 

Internet

 

Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

Neste primeiro momento, é preciso ter internet própria para acesso à plataforma, mas a Secretaria de Educação irá patrocinar pacotes de dados em breve para todos os professores e estudantes que utilizarem a plataforma. Para isto, publicará chamamento público aberto às operadoras. Com isto, eles poderão acessar a plataforma gratuitamente, sem gastar seus pacotes pessoais. O uso também será possível àqueles que não têm contas de internet, mas possuem sinal em sua região.

 

Para aqueles que não contam com sinal e/ou equipamentos, a SEEDF estuda a melhor forma de atendimento. Uma das possibilidades é viabilizar a entrega de materiais impressos para esses estudantes.

 

_____

Leia mais:

⇒ Formação de professores para uso do Google Sala de Aula começa nesta semana 

⇒ Ensino mediado pela Internet começa com Google Sala de Aula

⇒ 94% dos estudantes da rede pública têm acesso à Internet