Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/05/18 às 13h46 - Atualizado em 12/05/18 às 14h08

Estudantes do CIL exercitam inglês

COMPARTILHAR

500 jovens prestigiam atividade da Embaixada dos EUA

 


Foto: Tiago Oliveira, Ascom/SEEDF

João Gabriel Amador, Ascom/SEEDF

 

A tarde desta sexta-feira (11) foi bastante animada para estudantes dos Centros Interescolares de Línguas (CILs). Reunidos no ginásio da Escola Parque Anísio Teixeira, cem Ceilândia, cerca de 500 jovens se divertiram e ainda treinaram o inglês com o show do grupo gospel americano Oscar Williams & The Band of Life.

 

A apresentação, fruto da parceria entre a Secretaria de Educação do DF e a Embaixada dos Estados Unidos, promoveu o compartilhamento de culturas, como destacou o coordenador pedagógico dos CILs, Ivo Marçal. “É uma oportunidade incrível para os alunos tenham o contato mais próximo com outra língua. Além do idioma, há essa conexão entre a cultura americana e a nossa, que apresentam diversas semelhanças”, ressaltou o docente.

 

Os aspectos positivos também foram ressaltados pela adida para assuntos de Educação e Cultura, Joelle Uzarski, que fez questão de prestigiar o evento. “Acreditamos que investir na educação é investir no futuro do país. Esse show é uma forma de compartilharmos nossa cultura, com mensagens positivas para os jovens. E a parceria com a SEEDF permite alcançar esse grande número de estudantes”, enumerou.

 

Se o âmbito educacional foi o destaque por parte dos organizadores, a diversão é que contagiou o público presente. As canções animadas do grupo americano fizeram os presentes cantarem e dançarem o tempo todo. Até mesmo uma apresentação improvisada de dança tomou o palco.

 

A estudante Jheyzi da Silva Reis, de 14 anos, considerou a experiência marcante. “É muito legal poder ouvir ao vivo outra língua. É como se estivéssemos mesmo nos Estados Unidos”, afirmou a aluna do CIL do Recanto das Emas. Matriculada no curso de inglês há dois anos, a jovem acredita que o aprendizado é importante para o futuro. “Quero poder falar bem para quando conhecer outros países”.

 

A amiga e também aluna do CIL do Recanto, Raquel Pereira, de 12 anos, apontou outros motivos para aprender o inglês. “Considero que é importante para meu futuro profissional. E a forma como ensinam no CIL é interessante, pois aprendo fácil”.

 

Atualmente, a SEEDF conta com 17 CILs distribuídos pelo DF, atendendo cerca de 45 mil de estudantes da rede pública com aulas de idiomas como inglês, espanhol, francês e alemão.