Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/11/19 às 8h20 - Atualizado em 21/07/21 às 14h59

Gestão Compartilhada

────────────────────────────────────────────
O Projeto Escolas de Gestão Compartilhada – EGCs, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e com o Ministério da Educação (MEC), teve início em fevereiro de 2019. Doze escolas aderiram e, em nove delas, o modelo já foi implantado. Essas unidades são denominadas Colégios Cívico-Militares. Em outras três unidades, o processo de implantação está em andamento. Destinado a estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio, no total, cerca de 16 mil alunos são atendidos pelo projeto. O GDF pretende instituir a gestão compartilhada em 40 escolas até o final de 2022.

 

Nestas unidades, os profissionais da educação ficam responsáveis – exclusivamente – pelo trabalho pedagógico e profissionais da segurança ficam responsáveis pela disciplina. As duas pastas estão realizando ações conjuntas a fim de proporcionar uma educação de qualidade para os estudantes da rede pública de ensino do DF, além de construir estratégias voltadas ao policiamento comunitário e ao enfrentamento da violência no ambiente escolar. O objetivo é promover uma cultura de paz e o pleno exercício da cidadania

 

 

 

Escolas

────────────────────────────────────────────

 

Os 12 Colégios Cívico-Militares do Distrito Federal foram selecionados levando-se em consideração o Indicador de Vulnerabilidade Escolar (IVE). Esse indicador foi desenvolvido com base nos seguintes índices e informações:

 

Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) – principal indicador de qualidade do ensino no Brasil

Índice de Desenvolvimento Humano – medido anualmente com base em indicadores de saúde, educação e renda

Mapa da Violência, realizado pela Polícia Militar do DF, que mostra os índices de violência nos arredores das escolas

Estrutura existente nas escolas, que comporte atividades no contraturno

 

Conheça as escolas do Projeto de Gestão Compartilhada

Gestão Compartilhada com a SSP
CED 3 de Sobradinho Número de estudantes: 1.700

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º ano do EF; EM; ensino especial

Diretor: Geraldo Calado

Vice-diretora: Renata Lucy

Endereço: Quadra 5, AE 5, Sobradinho

Telefone: 3901-3780

CED 1 da Estrutural Número de estudantes: 1.800

Séries/anos atendidos: 4º ao 7º ano do EF; EM, EJA (3º segmento)

Diretora: Estela Accioly da Silva

Vice-diretor: Isabela de Oliveira

Endereço: Setor Central, AE 3, Vila Estrutural

Telefone: 3901-3687

CED 7 de Ceilândia Número de estudantes: 2.500

Séries/anos atendidos: 8º e 9º ano do EF; EM; ensino especial (TI/TGD); EJA interventiva (1º e 2° segmento); EJA (2º e 3º segmento)

Diretora: Adriana de Barros

Vice-diretora: Cristiane Alves Araújo

Endereço: QNN 13, AE, Ceilândia Oeste

Telefone: 3371-7713

CED 308 do Recanto das Emas Número de estudantes: 956

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º do EF

Diretor: Márcio Jesus Faria

Vice-diretor: Débora Rodrigues Sales

Endereço: Quadra 308, Conjunto 12, AE, Recanto das Emas

Telefone: 3901-3648

CED Condomínio Estância III de Planaltina Número de estudantes: 1.530

Séries/anos atendidos: 6º ao 8º ano do EF; EM; EJA (2º e 3º segmentos)

Diretor: José do Amparo Ferreira da Mata

Vice-diretora: Marilene Alves de Jesus

Endereço: Mod.1 Rua 1A Nº 16, Estância Mestre D’Armas 4 – Planaltina

Telefone: 3901-4425

CEF 407 de Samambaia Número de estudantes: 961

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º ano do EF

Diretor: Rodrigo Soares Resena

Vice-diretor: Josuel Santos da Silva

Endereço: QR 407/409 – AE 01 – Samambaia

Telefone: 3901-7800

CED 1 do Itapoã Número de estudantes: 1.120

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º ano do EF; EM

Diretora: Liesi Beatriz Maciel

Vice-diretor: Maria das Graças

Endereço: DF-250, km 3, Sítio Rosas Região dos Lagos – Paranoá

Telefone: 3901-4304

CEF 19 de Taguatinga Número de estudantes: 658

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º do EF

Diretor: Toshiro Celestino

Vice-diretor: Cristina Silva

Endereço: Eqnl 10/12 Ae – Taguatinga

Telefone: 3901-6664

CEF 1 do Núcleo Bandeirante Número de estudantes: 931

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º do EF

Diretor: Andreia de Oliveira Lamounier

Vice-diretor: Carlos Eduardo Valadares

Endereço: Av. Contorno, 07 – Núcleo Bandeirante

Telefone: 3901-4345

CEF 1 do Riacho Fundo II

 

Número de estudantes: 2.680

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º ano do EF; EJa (1º, 2º e 3º segmentos)

Diretora: Edilma Moreira Dias Silvestre

Vice-diretor: Humberto Valeiro dos Santos

Endereço: QN 07 D – AE 01/02, Riacho Fundo II

Telefone: 3901-8041/8042

Escolas em processo de implementação com o MEC
CED 416 de Santa Maria Número de estudantes: 900

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º ano do EF; EM

Diretor: Eduardo Rodrigues dos Reis

Vice-diretor: Rosangela Ildefonso da Silva

Endereço: EQ 416/516 – LT A – AE

Telefone: 3901-6609

CEF 5 do Gama Número de estudantes: 580

Séries/anos atendidos: 6º ao 9º ano do EF

Diretora: Kênia Fabíola Nunes Soares

Vice-diretor: Gilberto de Alencar Barbosa

Endereço: EQ 26/29 – AE Setor Oeste Gama

Telefone: 3425-4751

 

 

Como Funciona

────────────────────────────────────────────

 

Toda a parte pedagógica desenvolvida nas unidades escolares continua a cargo dos diretores, coordenadores, orientadores e professores.

 

Os militares ficam responsáveis por questões como entrada e saída dos estudantes nas escolas, segurança, controle dos pátios, corredores e filas. Eles trabalham ainda, junto aos alunos, conceitos de ética e cidadania. No contraturno, realizam atividades voltadas para a musicalização, arte e esportes.

 

Corte de cabelo

Os meninos devem usar cabelos curtos. Penteados para cabelos crespos atinentes a questões étnico-raciais poderão ser flexibilizados, conforme orientação da equipe gestora do CCMDF.

 

Já as meninas poderão usar cabelos longos ou curtos. Os curtos poderão ser usados soltos e os longos, presos em coque, rabo de cavalo ou trança. Questões atinentes às características representativas de identidade podem ser admitidas por decisão da Equipe Gestora do CCMDF.

 

Acessórios

É permitido o uso de um brinco em cada orelha, de tamanho pequeno, incluindo argola pequena. Não há restrições ao uso de maquiagem, desde que discreta.

 

Disciplina

O regulamento disciplinar dos Colégios Cívico-Militares especifica e classifica as faltas disciplinares praticadas pelos estudantes das escolas de gestão compartilhada, enumerando as causas e circunstâncias que influem em seu julgamento, assim como as medidas disciplinares.

 

De acordo com o regulamento, as normas disciplinares devem ser encaradas como um instrumento de caráter educativo e de promoção da convivência escolar a serviço da formação integral do aluno, de maneira justa.

 

Clique para saber o que é verdade ou mentira sobre a Gestão Compartilhada

img-responsiva

 

Legislação

────────────────────────────────────────────

 

Para conhecer melhor o Projeto Escolas de Gestão Compartilhada você pode consultar toda a documentação que institucionaliza a parceria entre professores e militares. Esses documentos são um guia para a atuação dos gestores no projeto. Aqui, na página do Projeto, você fica por dentro de todas as novidades sobre o assunto e pode conferir cada uma das normas detalhadamente.

 

img-responsiva Portaria Conjunta nº 01, de 31 de janeiro de 2019, instituiu o projeto-piloto no Distrito Federal, sendo a base legal para a implementação do modelo nas quatro escolas escolhidas. Esta foi a primeira portaria publicada sobre o projeto de Gestão Compartilhada.

 

img-responsiva Portaria Conjunta nº 11, de 23 de outubro de 2019, publicada no Diário Oficial do DF de 30 de outubro de 2019 aprovou os seguintes documentos:

↳  Manual do aluno

↳  Regimento Escolar dos CCMDF

↳  Regulamento Disciplinar

↳  Regulamento básico de uniformes

↳  Plano Operacional

↳ Manual das Escolas Cívico-Militares

 

Todas as normas foram criadas por um Grupo de Trabalho formado pela Secretaria de Educação e de Segurança Pública. Os documentos foram finalizados em abril de 2019 e revisadas em outubro de 2019 pelas duas pastas.

 

img-responsiva Portaria nº 09 de 12 de setembro de 2019, também publicada no Diário Oficial do DF de 30 de outubro de 2019, dispõe sobre a implementação do projeto com a criação de um Comitê Gestor, o qual realizará a gestão estratégica dos Colégios Cívico-Militares do Distrito Federal (CCMDF).

 

De caráter permanente, paritário, com quatro integrantes de cada secretaria e rodízio na presidência a cada dois anos, caberá ao comitê definir as diretrizes do programa, monitorá-lo e avaliar os resultados conquistados pelas escolas, que passarão a ser denominadas Colégios Cívico-Militares do Distrito Federal.