Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/05/21 às 9h42 - Atualizado em 20/05/21 às 12h06

Novas quadras poliesportivas no Plano Piloto 

COMPARTILHAR

Nas escolas da região central, espaços para atividades esportivas que podem ser usados em dias de chuva ou de sol forte

 

Por Íris Cruz | Ascom/SEEDF

 

A quadra poliesportiva do CEF GAN foi uma das três estrelas do dia. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

O secretário Leandro Cruz inaugurou três quadras poliesportivas na tarde da terça, 18. A primeira foi a do CEF GAN, na 603 Norte; a segunda, do Setor Oeste, no Módulo D da Asa Sul; e a terceira do CEF Polivalente, na 913 Sul. 

 

Se por um lado a gente teve a necessidade de transferir as nossas aulas para uma forma mediada por tecnologia, por outro lado, mantivemos nossas escolas abertas todos os dias. Nenhuma escola do Distrito Federal fechou. Nesse dia de festa e alegria, temos essas quadras entregues. Muito em breve estarão cheias dos nossos estudantes, disse o secretário

 

A coordenadora regional do Plano Piloto, Edilene Abreu, se empolgou. As diversas escolas que oferecem ensino fundamental e ensino médio no Plano Piloto até o momento não possuíam quadras poliesportivas cobertas. Essas novas quadras serão de grande valia no retorno dos estudantes, que com chuva ou sol poderão aproveitar o espaço”, destacou.

 

Os estudantes também foram representados durante os eventos. Eloína Tsagkaraki, membro do grêmio estudantil do Setor Oeste, falou em nome dos colegas: “É muito triste não podermos estar todos aqui hoje, mas em nome de todos digo que agora a quadra está perfeita. É visível o quanto vocês se esforçam para a nossa educação, nosso futuro e estão sempre ao nosso lado. Sou muito grata por isso.

 

A estudante Eloína Tsagkaraki agradeceu o cuidado da Secretaria de Educação em nome de todos os colegas. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Leandro Cruz também visitou o Centro de Ensino Fundamental 4, a Escola Classe da 302 Norte e a Escola Classe da 209 Sul para inspecionar o resultado de obras estruturais. 

 

Escola Classe 302 Norte 

 

A Escola Classe da 302 Norte começou o ano do 45º aniversário em ritmo de renovação. Fundada em 21 de agosto de 1976, ela atende estudantes do 1º ao 5º ano, sendo 112 no matutino e 133 no vespertino.

 

O ambiente é composto por seis salas de aula, laboratório de informática, salas de leitura, de recursos e quadra. 

 

Com R$ 46 mil em recursos do PDAF via Secretaria de Estado de Educação e R$ 50 mil em emendas parlamentares, a escola realizou a instalação de armários, câmeras de segurança, aparelhos de ar condicionado e smart TV. Também fez a reforma do refeitório dos professores e o fechamento da quadra com tela protetora. 

 

A segurança dos professores e estudantes é um dos grandes valores da Secretaria de Educação. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Em 2021 as obras continuam com reforma da secretaria e direção e manutenção de rede de internet. 

 

Nós estamos apostando em um ganho pedagógico gigantesco com essas aquisições. Estamos ansiosos pela reação das crianças”, afirmou a vice-diretora Roselita Aparecida. 

 

Escola Classe 209 Sul 

 

A escola comemorou 44 anos em abril. Fundada em 1977, ela atende 288 estudantes do 1º ao 5º ano, sendo que, destes, 183 estão na educação integral. 

 

Hoje, ela tem oito salas de aula e uma biblioteca que aguarda reforma para ser, também, um laboratório de informática. O ambiente original será dividido em duas partes e promete mais conforto e eficácia para os estudantes em um contexto de inserção digital.

 

Nesse período de aulas remotas, o ambiente escolar não parou com os cuidados. As reformas nas salas de aula, na sala dos professores e da direção, nos banheiros e instalação de bebedouros e ar condicionados prometem surpreender estudantes e responsáveis na volta presencial. 

 

A outra novidade é que os estudantes também vão ganhar um parquinho. A escola ainda não tem esse espaço de recreação e aprendizado lúdico, por isso, até então, o parquinho da comunidade que era utilizado com essa finalidade. 

 

Centro de Ensino Fundamental 4 

 

O CEF 4 espera a volta presencial dos estudantes em um ambiente acolhedor. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Um ambiente agradável é importante tanto para professores quanto para estudantes, pois proporciona acolhimento, nas palavras de Josélia da Mata, diretora do Centro de Ensino Fundamental 4, essas obras são sinônimo de cuidado.

 

Com o objetivo de preparar uma volta presencial que surpreenda os estudantes, a escola recebeu R$ 287 mil via PDAF da Secretaria de Educação. Dessa forma, foram feitas reformas na caixa d’água, no piso da lateral da escola, na cantina, na sala dos professores, na secretaria, nos banheiros e na rede elétrica.