Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/19 às 15h25 - Atualizado em 27/09/19 às 15h25

Programa Embaixadas de Portas Abertas têm novos parceiros

COMPARTILHAR

Estudantes da Escola Classe 05 do Núcleo Bandeirante fazem estudo e trocam experiência sobre a Tailândia

 

Agência Brasília

 

Foto: SRI-DF/Brenda Hada

 

A Escola Classe 05 do Núcleo Bandeirante recebeu o embaixador da Tailândia, Surasak Suparat, e sua equipe, como parte da agenda do Programa Embaixadas de Portas Abertas (Pepa) — iniciativa do GDF, sob coordenação da Secretaria de Relações Internacionais com apoio da Secretaria de Educação e da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB). Foram apresentados os trabalhos dos alunos sobre o país asiático e entregues, às duas instituições, certificados de parceiras oficiais do Programa.

 

A Tailândia possui 69,1 milhões de habitantes e é a segunda maior economia do sudeste da Ásia. O país foi alvo de estudos dos alunos da Escola Classe 05 no último mês em algumas disciplinas e durante visita à embaixada do país, ocorrida em 19 de setembro. A partir dali, eles desenvolveram trabalhos que envolviam os conhecimentos sobre a cultura brasileira e a tailandesa.

 

A escola também recebeu a visita da representação diplomática para apresentar suas dependências, contar sobre sua história desde a fundação, em 1965, e apresentar o contexto em que a rede de ensino se insere, da perspectiva local até a regional. A instituição tem 280 alunos matriculados do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, sendo 25% das turmas em Integração Inversa e 25% em Classe Comum Inclusiva. Estudam, principalmente, crianças e adolescentes vindos das Regiões Administrativas do Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e ll, Setor de Mansões Park Way e das comunidades próximas.

 

Os estudantes também apresentaram projetos sob o tema Festa das Regiões. Estandes foram montados para apresentar comidas, pontos turísticos, informações sobre a história e geografia e as tradições de cada parte do país. Os participantes, além de explicar, fizeram apresentações culturais e dançaram músicas típicas, valendo-se de teatralidade, figurino regional e objetos cenográficos construídos por eles.

 

Intercâmbio

O embaixador mencionou um programa do governo tailandês muito similar ao Portas Abertas e sobre as perspectivas de desenvolver intercâmbio entre alunos dos dois países. “Os estudantes tailandeses aprendem a se desenvolver como melhores pessoas. Falamos que é importante ajudar os pais em casa e pedimos para eles nunca faltarem às aulas”, disse o embaixador sobre o programa do governo tailandês. “Poderíamos enviar um estudante tailandês para estudar por um mês aqui na escola”, afirmou o embaixador.

 

Ao final das atividades, o chefe de gabinete da Secretaria de Relações Internacionais, Emiliano Abreu, entregou ao embaixador Suparat e ao diretor da escola, Yoshihiro Kano, os certificados de parceiras oficiais do Portas. O momento consolidou a participação deles na iniciativa por terem cumprido, com excelência, as duas visitas programáticas. Também participaram da cerimônia, Adriana Motta Souto Maior, coordenadora central da Gerência de Acompanhamento de Programas e Projetos Educacionais, e Paween Buskornreungrat, primeiro-secretário da Embaixada da Tailândia.

 

Leia também...