Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/02/21 às 19h17 - Atualizado em 15/02/21 às 19h17

Samambaia: sete quadras cobertas nas escolas da RA

COMPARTILHAR

O investimento é de R$ 2,5 milhões e gera centenas de empregos. Todas as 42 unidades escolares da RA passaram ou estão passando por alguma reforma

 

Ana Luiza Vinhote, da Agência Brasília | Edição: Mônica Pedroso

 

|Maria Elisabete Ferreira, coordenadora da Regional de Ensino de Samambaia, conta que na volta às aulas os 800 alunos do CEF 507 vão encontrar, além da quadra  coberta, diversas reformas | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

Estudantes de sete escolas de Samambaia vão ganhar quadras poliesportivas cobertas. As obras já começaram nos Centro de Ensino Fundamental (CEF) 507 e 120 e devem ser entregues este mês. A previsão de finalização dos serviços nas unidades 407, 427, 213, 411 e 619 é em julho deste ano. O investimento da Secretaria de Educação é de R$ 2,5 milhões. Gerando centenas de empregos, a ação protege alunos e professores de sol e chuva e democratiza o acesso ao esporte e lazer.

 

É um sonho muito esperado que se torna realidade. É emocionante ver a estrutura se reerguendo porque sabemos o quanto essa quadra fará diferença no dia a dia dos estudantes e professores”

Elisson Pereira, diretor do CEF 507

 

 

É um sonho muito esperado que se torna realidade. É emocionante ver a estrutura se reerguendo porque sabemos o quanto essa quadra fará diferença no dia a dia dos estudantes e professores” Elisson Pereira, diretor do CEF 507

 

O diretor da CEF 507, Elisson Pereira, lembra que o projeto do espaço esportivo coberto é uma demanda de 2008, quando o colégio aderiu ao ensino integral e passou a atender mais alunos. “É um sonho muito esperado que se torna realidade. É emocionante ver a estrutura se reerguendo porque sabemos o quanto essa quadra fará diferença no dia a dia dos estudantes e professores”, comemora.

 

Leandro Cruz, secretário de Educação, lembra que as quadras são utilizadas não só pela comunidade escolar, mas também pelos moradores da cidade. No esquema de vacinação contra o novo coronavírus, por exemplo, a Secretaria de Saúde utilizou quadras poliesportivas de regiões administrativas. “A integração da escola com a população é algo que precisa sempre ser buscado. É uma parceria em que todos os lados saem ganhando na área do esporte e lazer”, comenta.

 

A coordenadora da Regional de Ensino de Samambaia, Maria Elisabete Ferreira, reforça que quando os 800 alunos retornarem às aulas encontrarão reforma completa que começa na entrada da unidade escolar. “O estacionamento foi revitalizado e o espaço de convivência também. Toda a unidade recebeu pintura com direito a grafite, além de ventiladores e quadros brancos nas 18 salas de aula”, destaca.

 

Outras reformas

 

 

═════════

R$ 14,2

milhões

serão investidos na cobertura das quadras e reforma das 42 escolas de Samambaia

 

Além da cobertura das quadras poliesportivas, todas as 42 unidades escolares de Samambaia passaram ou estão passando por algum tipo de reforma. Salas, banheiros, cantinas, espaços de convivência, parquinhos, laboratórios, quadras, estacionamentos foram reformados, assim como as instalações hidráulica e elétrica.

 

O investimento é de R$ 14,2 milhões, proveniente do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) e de emendas parlamentares. No Centro de Ensino Fundamental 14, além de reparos nos banheiros, os 1.056 alunos terão salas de aula tecnológicas. O quadro branco tradicional se junta a uma Smart TV, que se conecta à internet.

 

|Sobre o quadro banco que se junta a uma Smart TV e se conecta à internet, Castorino Andrade, diretor do CEF 14, diz que “será possível ampliar a maneira de ensinar” | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

Devido a pandemia do novo coronavírus, os professores buscaram outras alternativas pedagógicas para manter a qualidade do ensino. Na volta às aulas não será diferente”, explica o diretor Castorino Alves. “Com esse equipamento será possível ampliar a maneira de ensinar. É uma forma de aliar a tecnologia ao dia a dia dos estudantes”, comenta.

 

A Escola Classe 614 também está no pacote de obras de colégios reformados em Samambaia. Ao custo de R$ 166 mil, a unidade escolar contará com uma quadra poliesportiva com refletores, parquinho infantil com gramado e sala nova para os professores. “Também estamos fazendo pinturas lúdicas nos espaços de convivência. A ação vai favorecer atividades de psicomotricidade, que contribuem para a formação e estruturação corporal das 480 crianças”, explica o diretor do local Lucas Xavier.