Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/11/21 às 19h39 - Atualizado em 18/11/21 às 19h40

Saúde ocular nas escolas do Recanto das Emas beneficia oito mil alunos

Programa Em um Piscar de Olhos garante o diagnóstico precoce de doenças oftalmológicas

Ana Carolina Leal, Ascom/SEEDF

 

Alunos do CEI Pinheirinho Roxo realizam exame oftalmológico, Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

A Secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, visitou nesta quinta-feira, 18, o Centro de Educação Pinheirinho Roxo, no Recanto das Emas, para conhecer o projeto “Em um Piscar de Olhos”. Acompanhada do deputado distrital Eduardo Pedrosa, conheceu o trabalho, que consiste em diagnosticar de forma precoce problemas oftalmológicos.

 

O projeto será realizado em todas as unidades de ensino do Recanto das Emas, examinando oito mil alunos — a verba para tanto é oriunda de emendas do deputado ao orçamento do GDF.

 

A escola Pinheirinho Roxo é a quinta da região a receber o atendimento. Os 380 alunos vão passar pela triagem. Caso detectado algum problema ocular, serão encaminhados para uma consulta mais detalhada numa clínica parceira do programa. Se necessário, o projeto doará óculos aos pacientes.

 

A praticidade e agilidade nos processos da ação chamaram à atenção da secretária Hélvia Paranaguá. “A proposta é muito interessante. O equipamento utilizado para o exame é moderno, possui um sistema tecnológico que evita os incômodos causados ao dilatar as pupilas. É ideal para atender as crianças”, ressaltou.

 

A funcionalidade do processo de triagem, uma vez que apenas as crianças que realmente necessitam de atendimentos específicos são encaminhadas para uma consulta, também foi elogiada pela secretária. “Este direcionamento gera uma economia de gastos e de tempo.

 

Secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, e deputado distrital, Eduardo Pedrosa, acompanham alunos nos atendimentos, Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

Aprendizado prejudicado

 

O presidente do projeto, Leonardo Figueiredo, conta que em média 20% dos alunos nas escolas têm sido diagnosticados com problemas oculares. “Essas doenças estão entre as mais recorrentes nos colégios. Além de ser também uma grande responsável pela evasão escolar”, pontuou.

 

Leonardo cita ainda que, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, de 10% a 20% dos alunos primários necessitam de correções e cerca de 80% das crianças nunca realizaram exame oftalmológico. “Quando o diagnóstico é feito precocemente, podemos evitar, por exemplo, problemas no aprendizado”, reforçou o presidente do projeto.

 

CEI Pinheirinho Roxo

 

O Centro de Educação foi inaugurado em 2017 e atende atualmente 380 crianças de quatro e cinco anos de idade. Ao todo são oito salas de aula, anfiteatro, parque infantil, sala de leitura multiuso, laboratório de informática e pátio coberto. A escola também foi adaptada para receber crianças com necessidades especiais.

 

Governo do Distrito Federal