Governo do Distrito Federal
10/11/22 às 17h56 - Atualizado em 11/11/22 às 11h37

#TBT: Alunos da rede pública comemoram Bicentenário da Independência do Brasil

Programação incluiu a participação no desfile de 7 de setembro e a visita ao coração de Dom Pedro I

Ícaro Henrique e Thaís Rohrer, Ascom/SEEDF

 

 

Os alunos escolas da rede pública de ensino do Distrito Federal marcaram presença nas diferentes comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil, que ocorreram no mês de setembro. Em uma das atividades, os estudantes viram de perto o coração do primeiro imperador brasileiro Pedro de Alcântara, mais conhecido como Dom Pedro I. Além disso, os alunos participaram do tradicional desfile de 7 de setembro, que ocorreu na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

 

A visita ao coração do primeiro imperador brasileiro Pedro de Alcântara aconteceu nas vésperas da data que marcou os 200 anos da Independência do Brasil. Os estudantes da rede pública do DF tiveram uma aula de história diferente ao visitar a exposição, chamada “Um coração ardoroso: vida e legado de Dom Pedro I”, que desembarcou na capital no fim de agosto e pôde ser vista durante 12 dias no Palácio do Itamaraty.

 

Os alunos foram guiados por uma linha temporal que traçava a biografia de D. Pedro I, nascido em 12 de outubro de 1798. “É uma oportunidade única para os nossos estudantes. Além de ver de perto o coração, eles puderam entender a importância destes 200 anos de independência do nosso país. Estamos vivendo uma tradição histórica e isso é único”, ressaltou Frederico Viana, diretor do CED 14 da Ceilândia.

 

A exposição aconteceu no Palácio do Itamaraty | Foto Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

A escola levou para visitação 238 alunos do Ensino Fundamental e Médio. Os estudantes conheceram os principais feitos históricos do príncipe herdeiro de Portugal, como o famoso grito às margens do Ipiranga, em 7 de setembro de 1822, a volta ao país natal, em 1831, onde reinou como Pedro IV, e outros feitos marcantes até sua morte, em 24 de setembro de 1834.

 

Essa foi a primeira vez que o coração do imperador saiu de Portugal, onde estava guardado há 187 anos pela Igreja da Irmandade Lapa, localizada na cidade de Porto. O ex-príncipe e rei D. Pedro I foi o responsável pela declaração de independência do Brasil em 1822, com a frase “Independência ou Morte”, que selou o rompimento com Portugal, de quem até então o Brasil era colônia.

 

 

Desfile

 

No dia em que se comemoraram os 200 anos da Independência do Brasil, os alunos da rede púbica participaram do tradicional desfile de 7 de setembro. Ao todo, 1.180 estudantes de 16 unidades escolares participaram do momento na Esplanada dos Ministérios.

 

Os estudantes trouxeram o tema Brasil Musical para o desfile do Bicentenário para mostrar as preciosidades deste patrimônio imaterial. A importância da música para cultura do país foi destacada por meio do vestuário e das coreografias das crianças e dos adolescentes. O desfile mostrou o estilo romântico da Jovem Guarda, a Música Popular Brasileira, o Samba, o Rock e a musicalidade nordestina, expressa no Forró e nas músicas típicas das festividades juninas.

 

A secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá acompanhou todo o desfile e não conteve a emoção ao ver a participação dos estudantes no momento histórico. “Foi um dia único ver nossos estudantes. Cada escola trouxe uma apresentação linda”, destacou.

 

Os alunos destacaram a importância da música para cultura do país | Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

Dias após o desfile, Hélvia fez a entrega dos certificados de participação aos estudantes que estiveram presentes na celebração. A cerimônia foi realizada na sede da Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (Eape), Asa Sul.

 

Cinara Yasmin, 13 anos, aluna do 8º ano, e Maria Cláudia Ávila, 11 anos, aluna do 6º ano do ensino fundamental, são estudantes no Centro de Ensino Fundamental 11 do Gama e estavam animadas em participar pela primeira vez do desfile de 7 de setembro. “É histórico participar do desfile que comemora 200 anos da Independência. Esse dia vai ficar marcado em minha memória”, disse Cinara.

 

As estudantes Cinara e Maria Cláudia participaram do desfile de 7 de setembro pela primeira vez | Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

Governo do Distrito Federal