Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/04/20 às 17h50 - Atualizado em 13/04/20 às 18h05

Secretaria distribui 200 mil livros de hoje a quinta-feira

Cem mil estudantes serão beneficiados com livros de português e matemática

 

Rossana Gasparini, Ascom/SEEDF

 

A equipe da CRE de Sobradinho recebeu os novos livros no último mês e entregou às unidades do Escolas que Queremos. Próxima etapa será distribuir para os estudantes. / Foto: Divulgação

 

Cerca de 100 mil estudantes das unidades escolares que fazem parte do Programa Escolas que Queremos, da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF), vão receber 202 mil livros de atividades complementares. As obras são para alunos do 2º ao 9º ano do ensino fundamental, em conformidade com as matrizes de referência das avaliações do Sistema Nacional da Avaliação da Educação Básica (SAEB), para os componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática.

 

A partir desta segunda-feira (13) até a próxima quinta-feira (16), as coordenações regionais de ensino vão realizar a entrega dos livros para as 190 escolas do Programa Escolas que Queremos. No dia 17 de abril, as unidades vão fazer a separação e organização dos materiais por ano. A partir do dia 20 de abril, os responsáveis pelos estudantes vão buscar o material nas escolas. Também serão distribuídos livros para os professores das Escolas que Queremos.

 

O cronograma para que os pais busquem os livros nas escolas será divulgado em breve, inclusive com peculiaridades de cada unidade escolar, como a logística de entrega para os estudantes das Escolas do Campo. Além disso, a intenção da Secretaria de Educação é evitar qualquer tipo de aglomeração no período em que os livros estiverem sendo entregues aos responsáveis pelos estudantes. As unidades escolares também vão otimizar a entrega dos livros aos pais/responsáveis que tiveram mais de um filho na mesma unidade escolar, a fim de evitar a exposição desnecessária aos riscos da pandemia.

 

Haverá lista de recebimento por ano em que o estudante está matriculado, com assinatura do responsável pelo recebimento (termo de responsabilidade). Os livros serão do estudante, diferentemente do material entregue pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) que precisa ser devolvido para as escolas. No entanto, é preciso que cada família tenha o compromisso de conservação do material, armazenando os livros em local seguro e arquivando os recibos de entrega para posterior conferência, caso seja solicitado.

 

Novas orientações vão ser repassadas pela Secretaria de Educação para que os estudantes das unidades que fazem parte do Programa Escolas que Queremos façam o uso correto do material durante o período de suspensão das aulas.

 

Programa Escolas que Queremos

 

Destinado a 190 escolas da rede pública de ensino do DF, o Escolas que Queremos pretende alcançar uma educação de excelência nessas unidades, melhorando os índices de aprendizagem, reduzindo as taxas de abandono e reprovação escolar e valorizando os profissionais da educação.

Lançado em junho de 2019, o Programa conta com seis eixos temáticos: pedagógico, gestão de pessoas, tecnologias, gestão escolar, infraestrutura e apoio aos estudantes.

 

_____

Leia mais:

Escolas que Queremos recebem mais de 200 mil livros complementares

 Publicada portaria que institui Escolas que Queremos

→ Escolas que Queremos