Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/11/19 às 18h22 - Atualizado em 25/11/19 às 20h12

80% das chapas das eleições para diretor e vice são únicas

Das 683 escolas, 550 apresentaram apenas uma chapa às eleições da quarta-feira que vem

 

Rossana Gasparini, Ascom/SEEDF

 

Foto: Luis Tavares, Ascom/SEEDF

 

As eleições para diretores e vice-diretores das unidades escolares da rede pública de ensino, no dia 27 de novembro, terão 550 chapas únicas. A compilação dos dados enviados pelas coordenações regionais de ensino foi finalizada nesta sexta-feira (22) pela Secretaria de Educação. Além delas, 103 escolas vão concorrer com duas chapas; seis, com três chapas e apenas uma escola teve quatro chapas inscritas. No total, são cerca de 1.560 candidatos, entre diretores e vice-diretores.

 

Pelo menos 23 unidades escolares não apresentaram candidatos. Nessas escolas não haverá votação no dia 27. Os gestores serão indicados pela Secretaria de Educação, que convocará novas eleições em até 180 dias. Caso não haja candidatos novamente, os indicados permanecerão até o fim do mandato.

 

No total, 683 escolas participarão do processo eleitoral em 2019. A relação das chapas homologadas está disponível desde o dia 6 de novembro nos murais das escolas e nas coordenações regionais de ensino para que as comunidades escolares pudessem conhecer os candidatos. Além disso, diretores e vices fizeram campanha durante todo esse período. Esta sexta-feira (22) foi o último dia de campanha junto às comunidades escolares.

 

Durante a campanha, as chapas apresentaram à comunidade escolar um plano de trabalho com propostas financeira, administrativa e pedagógica. Toda a campanha foi focada nessas propostas, a fim de evitar qualquer tipo de promoção pessoal.

 

Eleições

 

No dia anterior às votações, 26 de novembro, os candidatos não poderão ir às escolas. A apuração dos votos será no mesmo dia e o resultado preliminar, sujeito a recursos, será divulgado no dia 28. O oficial sairá somente no dia 18 de dezembro. Os candidatos concorrem a um mandato de dois anos.

 

Podem votar professores, servidores (efetivos da carreira de assistência), pais (mães e responsáveis com direito a um só voto por escola) e estudantes maiores de 13 anos com frequência superior a 50%.

 

Mudanças

 

Uma novidade nessa edição das eleições é a criação de comitês regionais dentro das coordenações de ensino, formados por servidores das próprias regionais e por representantes de sindicatos, pais, responsáveis e estudantes. O grupo apoia as comissões eleitorais locais.

 

Para concorrer, as chapas foram formadas por servidores efetivos e ativos das carreiras Magistério Público ou de Assistência à Educação, sendo que pelo menos um dos candidatos deve ser professor com mais de três anos de efetivo exercício em sala de aula.

 

Total geral de chapas homologadas

 

Relação de chapas homologadas por CRE:

Brazlândia

Ceilândia

Gama

Guará

Núcleo Bandeirante

Paranoá

Planaltina

Plano Piloto

Recanto das Emas

Samambaia

Santa Maria

São Sebastião

Sobradinho

Taguatinga

 

______
Leia mais:

Definido cronograma das eleições para diretores

Começam campanhas eleitorais para gestores da rede pública