Governo do Distrito Federal
19/10/22 às 19h14 - Atualizado em 20/10/22 às 8h35

Alunos do EaD da EJA e do ensino profissional ganham sede na Asa Sul

Após passar por uma reforma de R$ 863 mil, antiga Escola Classe 315 Sul deu lugar às novas instalações do Cejaep

Gizella Rodrigues e Ícaro Henrique*, Ascom /SEEDF

 

Os mais de 2,7 mil estudantes matriculados nos cursos de educação profissional e na Educação de Jovens e Adultos a Distância, oferecidos pelo Governo do Distrito Federal, ganharam uma nova sede, própria e com infraestrutura adequada. A antiga Escola Classe 315 Sul foi reformada para abrigar o Centro de Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional a Distância de Brasília (Cejaep-EaD). A entrega do espaço ocorreu nesta quarta-feira (19), com a presença do governador Ibaneis Rocha.

 

Novo espaço será usado pelos mais de 2,7 mil estudantes matriculados nos cursos de educação profissional e na Educação de Jovens e Adultos a Distância | Foto Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

O Cejaep foi criado em janeiro de 2018, porém não tinha sede própria. Ele funcionava em um bloco emprestado dentro do Centro de Educação de Jovens e Adultos da Asa Sul (Cesas). “É muito importante fazer a entrega do Cejaep, que por muito tempo ficou ocupando outros espaços da rede porque não tinha um espaço próprio”, diz a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá. “É uma modalidade importante para quem não pode estar presente na escola, mas precisa concluir seus estudos”.

 

A oferta da EJA a Distância é para o 2° segmento (correspondente aos anos finais do Ensino Fundamental) e para o 3° segmento (equivalente ao Ensino Médio). O regime de ensino é modular. São quatro módulos de 10 semanas, ou seja, a cada 10 semanas o estudante tem a possibilidade de cumprir uma etapa da EJA. Além disso, o Cejaep oferta o Curso Técnico em Secretariado.

 

Apesar de serem a Distância, os cursos exigem uma boa estrutura presencial. Na EJA, por exemplo, até 80% pode ser EaD, mas 20% são compostos pela aula inaugural, aplicação das avaliações e tutoria, que devem ser presenciais. Além disso, por exigências da legislação, é preciso disponibilizar computadores e estrutura mínima para credenciar uma escola para ofertar EaD.

 

“Nós estamos aqui hoje recriando essa chama”, disse o governador, durante a inauguração | Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF

A escola possui 1.252,23 m² de área total construída e teve toda a sua estrutura reformada com um investimento de R$ 863 mil. Presente no local, o governador Ibaneis Rocha destacou o fato de alunos do EJA e do EAD ganharem um espaço adequado para o ensino. “Quantas pessoas deixaram de ter oportunidade na vida porque não tiveram acesso aos estudos?”, questionou. “Então, nós estamos aqui hoje recriando essa chama, e eu tenho certeza que os alunos que chegarem aqui se sentirão acolhidos pelos professores e pelo ambiente organizado.”

 

É nesse espaço organizado que a secretária de Educação acredita que os alunos vão evoluir e concluir os estudos em uma estrutura adequada. “O Cejaep é o resgate de quem, em algum momento, teve que abandonar a escola; o avanço dessa etapa de ensino é um resgate”, pontuou.

 

 

 

*Com informações da Agência Brasília

 

 

Governo do Distrito Federal