Governo do Distrito Federal
30/06/22 às 17h38 - Atualizado em 5/07/22 às 11h42

Alunos do Ensino Médio têm aula sobre cigarros eletrônicos

Ação faz parte da Semana Nacional de Política sobre Drogas

Da Redação, Ascom/SEEDF*

 

Estudantes do Centro de Ensino Médio do Cruzeiro tiveram uma aula diferente nesta quarta-feira (29). Ao invés de passar a manhã na escola, eles foram para o auditório da Adasa, onde funcionava a antiga Rodoferroviária, e participaram do seminário “Vapers e narguilé são prejudiciais à saúde: fato ou fake?”, promovido pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) como parte das ações da Semana Nacional de Política sobre Drogas.

 

Estudantes e educadores assistem palestra para esclarecer como os dispositivos eletrônicos são prejudiciais à saúde | Foto: Divulgação/Sejus

 

Os alunos assistiram a duas palestras, nas quais receberam orientações sobre como os cigarros eletrônicos e o narguilé, amplamente consumidos pelos adolescentes, são prejudiciais à saúde.  “O uso de cigarro e o álcool é muito normalizado, até em músicas falam disso. Muitos adolescentes têm dúvida em relação ao uso de maconha, uso de pods (uma espécie de mini cigarro eletrônico) e outros dispositivos eletrônicos para fumo e o médico conseguiu falar todos os malefícios que esses dispositivos nos trazem. Este é um problema comum entre nós adolescentes”, reconheceu Virginya Cabral, aluna do 2º ano.

 

Muitas vezes, o jovem tem curiosidade e vai experimentar para conhecer. A gente precisa de informação, então, esse seminário tem que ir para todas as escolas“, completou Vinícius Rufino, também do 2º ano.

 

Também participam do seminário representantes das Coordenações Regionais de Ensino do DF, incluindo pedagogos, psicólogos e orientadores educacionais. Os professores também aprovaram as discussões. “O Seminário foi muito importante. Eu acredito que os alunos vão sair daqui com uma outra visão”, disse a professora de Biologia, Camila Silva dos Santos. Segundo ela, o assunto constantemente é abordado em sala de aula. “O que a gente debateu em sala de aula foi amplificado e aprofundado. Espero que leve os meninos a refletirem”, acrescentou.

 

Segundo a pesquisa Monitorando o Futuro (2021), 26,6% dos alunos do ensino médio vaporizaram nicotina em 2020. A Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead), por sua vez, alerta que “cigarros eletrônicos aumentam em mais de quatro vezes o risco de [a pessoa] virar um fumante habitual”.

 

A sessão de encerramento da Semana de Enfrentamento às Drogas será na sexta (1º/7), na Comunidade Terapêutica Feminina Maria de Magdala, em São Sebastião. Na oportunidade, serão entregues os certificados de conclusão de cursos de qualificação profissional que, por meio do Termo de Fomento nº 6/2021, foram oferecidos às mulheres acolhidas pela comunidade terapêutica. As atividades começam às 10h.

 

*Com informações da Sejus

Governo do Distrito Federal