Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/21 às 15h41 - Atualizado em 6/05/21 às 15h43

As novas ferramentas da educação

Aulas remotas fazem com que professores descubram meios digitais para melhorar a aprendizagem

 

Por Aldenora Moraes | Ascom/SEEDF

 

A professora Fernanda de Lima compartilha as descobertas tecnológicas utilizadas para enriquecer as aulas remotas. Foto: Robson Dantas | SEEDF/Ascom

 

Longe dos quadros-negros e, agora, atrás das telas, os professores têm se reinventado para dar continuidade às aulas. O desafio tem sido grande, mas a pandemia enfatizou o papel fundamental dos docentes e também ofereceu oportunidades para a mudança da educação.

 

Para a professora Fernanda de Lima, da Escola Classe 09 do Gama, o susto inicial da suspensão das aulas presenciais deu lugar à busca por ferramentas para aprimorar o trabalho on-line. “Eu sabia o básico, mas passei a garimpar conteúdos significativos porque há muita informação, mas nem sempre relevante. Acredito que o foco precisa ser o estudante”, explica.

 

No episódio desta semana do Podcast EducaDF, conversamos sobre as ferramentas tecnológicas gratuitas que enriquecem o trabalho do docente. Professoras da rede contam como superaram o desafio inicial das aulas mediadas por tecnologia. Confira o podcast nas plataformas de áudio.

 

As descobertas de Fernanda, logo se tornaram um sucesso entre os professores e ela passou a compartilhá-las por meio de tutoriais em seu instagram @profe.lima. Confira algumas dicas:

 

▏Ferramentas tecnológicas
Canvas Tudo em um só lugar. Um recurso que torna tudo mais atrativo. Muitos professores não sabem, mas há uma versão com mais elementos destinada aos educadores e gratuita, é preciso apenas preencher um cadastro e comprovar que leciona.
Inshot Um editor de vídeos super fácil de usar.
oCam Ótimo para gravar videoaulas na própria tela do computador.
▏Conteúdos relevantes
Sites Nova Escola, Google Acadêmico e Escola Kids.

 

Outros desafios

 

O empenho e o engajamento dos professores estimulam a aprendizagem nas aulas síncronas. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Leia também
Resposta no DF foi a 2ª melhor do país
A incrível história de Antonio
 

Os recursos tecnológicos já eram conhecidos da professora Vanessa Stefano, da Escola Classe 303 de São Sebastião. Trabalhando com educação à distância desde a graduação, sua maior preocupação foi a de favorecer a mediação pedagógica e também entre os estudantes, além de refletir sobre a construção do conhecimento. Para que todos os estudantes tenham acesso às aulas síncronas, Vanessa grava as aulas e disponibiliza os vídeos.

 

A pedagoga, que também é formada em Psicologia, destaca a importância da continuidade das aulas, mesmo durante a pandemia. “No campo pedagógico, a continuidade permite que os estudantes vivenciem a rotina dos estudos e de aprendizagem, das relações com os colegas de sala e docente, mesmo que on-line.Já no campo emocional, a previsibilidade e a continuidade das interações possibilitam a confiança, a segurança e o amparo, tanto para estudantes, quanto para familiares”, destaca.