Governo do Distrito Federal
14/07/23 às 12h44 - Atualizado em 14/07/23 às 12h47

Cantina do Centro de Ensino Médio 02 do Gama começa a ser ampliada

Com investimento de 180 mil, a obra prevê manutenção da cozinha e ampliação de depósito de alimentos da escola

Ícaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

Depósito será ampliado, pois hoje não comporta o armazenamento de parte dos alimentos da alimentação escolar | Foto: Jotta Casttro, Ascom/SEEDF

 

Começou nesta quinta-feira (13/7) a ampliação do depósito de alimentos e a manutenção da cantina do Centro de Ensino Médio (CEM) 02 do Gama. A obra, que vai custar R$ 180 mil, é financiada pelo Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF), que, desde 2008, traz melhorias para as unidades de ensino da rede pública do DF. A previsão é que a reforma seja concluída até o fim do ano.

 

“É uma conquista para todos nós essa reforma completa com ampliação da nossa cantina escolar. Sempre lutamos pela ampliação desse espaço, que hoje tem apenas 30 m² e não comporta o armazenamento de parte dos alimentos da alimentação escolar”, conta o diretor, Lindomar Ramos de Brito.

 

No caso do CEM 02 do Gama, a obra vai trazer melhorias para a alimentação dos dois mil estudantes que estudam no local. Os alunos estão divididos em 56 turmas no diurno e seis de ensino regular no período noturno. Desse total, três turmas (64 estudantes) são do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), que chegam na escola às 7h30, almoçam às 12h30 e permanecem na escola até às 16h30.

 

Com a atual estrutura da cantina, apenas os alunos que estudavam em tempo integral faziam refeições completas. O restante dos estudantes recebem o Cardápio Lanche Fácil, que é composto por pães, leite, queijo, manteiga, cuscuz, canjica, biscoitos e frutas in natura. Com a ampliação, o cardápio passará a ser ainda mais completo para todos os estudantes.

 

“Com a reforma da cozinha e depósito, a escola terá condições de produzir refeições seguras para os estudantes. O cardápio será composto de refeições completas como arroz, feijão, galinhada, carnes em geral e verduras provenientes da Agricultura Familiar. Hoje, a escola já recebe frutas, mas, a partir da reforma, poderá receber verduras também”, ressalta Juliene Moura, diretora de Alimentação Escolar da SEEDF.

 

Para Cássia Maria Marques Nunes, coordenadora da Regional de Ensino do Gama, a obra reflete melhorias que já vêm sendo realizadas nas unidades escolares da cidade desde o último ano. “É importante destacar que a maioria das escolas do Gama passaram por manutenções em suas cantinas para que houvesse adequações às exigências das normas do Conselho de Segurança Alimentar e da Vigilância Sanitária”, explica.

 

A reforma deve ser concluída até o fim do segundo semestre de 2023 | Foto: Jotta Casttro, Ascom/SEEDF

 

Novas instalações

 

Ao longo do último ano, pelo menos 50 escolas no Gama passaram por reformas. Um total de R$ 8,25 milhões foram investidos para benfeitorias, com recursos de emendas parlamentares, do contrato de manutenção e do PDAF. O CEM 02 do Gama, por exemplo, ganhou um novo estacionamento, um campo de futebol e uma pista de treinamento para atletismo, com R$ 330 mil de emendas parlamentares.

 

Atualmente, a escola também executa a troca de parte da rede elétrica e a reforma geral do espaço da biblioteca. No ano passado, a escola inaugurou uma fonte que fica na área verde, que havia sido construída em 2014 e até então não funcionava.

 

Para este ano, novas obras, como uma quadra poliesportiva coberta, bloco de tecnologia e refeitório, são aguardadas. “Depois dessa realização, outro pedido dos estudantes é a construção da quadra coberta da escola. O projeto também já está concluído e aprovado e esperamos que as obras ganhem força o quanto antes”, diz Brito.

 

Governo do Distrito Federal