Governo do Distrito Federal
13/09/23 às 14h45 - Atualizado em 15/09/23 às 13h50

CLDF destina 200 mil para projetos escolares sobre saúde mental

Concurso vai selecionar melhores trabalhos sobre o tema que vão dividir prêmio

Ícaro Henrique Ascom/SEEDF

 

Estudantes da Escola Classe 65, em Ceilândia, receberem a visita do Grupo de Enfrentamento à Depressão e ao Suicídio (Geds) da Secretaria de Educação na semana passada | Foto: Joel Rodrigues/ Agência Brasília

 

Uma iniciativa da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) vai premiar projetos sobre saúde mental desenvolvidos na rede pública de ensino. O concurso Boas Práticas na área de Saúde Mental nas Escolas, vai selecionar os melhores trabalhos sobre o tema e a premiação no final será de 200 mil a ser dividido para 20 escolas do DF. A verba é oriunda de emenda parlamentar da deputada distrital Dayse Amarilio As escolas interessadas têm até domingo (17) para envio dos projetos por e-mail.

 

Para participar do concurso, os projetos precisam preencher os seguintes requisitos: existir há pelo menos seis meses, estar relacionado com o Projeto Político Pedagógico da escola, estar inserido nos eixos temáticos propostos no edital e ter como finalidade a promoção da saúde mental no ambiente escolar, com o objetivo de minimizar os fatores de risco para transtornos mentais e comportamentais, assim como outros quadros de adoecimento de natureza somática influenciados por questões psíquicas.

 

Com essa ação queremos minimizar os fatores de risco para o adoecimento emocional e promover ativamente os fatores de proteção à saúde psíquica, o que pode evitar tanto o surgimento quanto o agravamento de quadros de adoecimento mental no ambiente escolar”, diz a deputada.

 

Envio dos projetos

 

Os projetos devem ser enviados para o e-mail da parlamentar dep.dayseamarilio@gmail.com. Além disso, precisam incluir um dos seguintes eixos temáticos, em uma perspectiva de saúde integral:

 

• corpo (atividade física, alimentação, sono, planejamento em saúde, entre outros);

• mente (aspectos relacionados ao desenvolvimento cognitivo, funções mentais superiores, como atenção, memória, capacidade de planejamento, criatividade e concentração) numa perspectiva de cuidados com o cérebro e;

• relações sociais (criação e manutenção de redes sociais de apoio afetivo, instrumental e social – família, escola, comunidade em geral, desenvolvimento de habilidades sociais, educação emocional, mediação de conflitos, prevenção das violências e cultura da paz).

 

No momento do envio, o projeto também deve conter relação dos responsáveis pela execução do projeto (nome, endereço e telefone); um vídeo de apresentação do projeto – de até dois minutos –, breve resumo (contendo no máximo 500 palavras) do projeto ou relato de experiência no qual tenha a descrição do projeto apresentado, local de realização, número de alunos beneficiados.

 

Além disso, é importante constar no e-mail os documentos que comprovem o desenvolvimento do projeto em âmbito escolar (ex. fotos, textos, livros publicados e demais registros pertinentes).

 

Os educadores precisam destacar também qual a projeção da utilização da emenda parlamentar no âmbito do projeto e seus benefícios.

 

A apresentação dos projetos selecionados, será no dia 19 de outubro, no período matutino. O local e horário serão divulgados posteriormente. A seleção dos projetos levará em consideração: a quantidade de projetos por modalidade, o número de estudantes beneficiados e o envolvimento interdisciplinar do projeto.

 

Premiação

 

Serão destinadas emendas parlamentares para as escolas sedes dos projetos selecionados, sendo: uma escola de Educação Infantil, que vai ganhar R$ 10 mil; cinco Escolas Classe (ECs), com premiação de R$ 10 mil cada; cinco Centros de Ensino Fundamental (CEFs), no valor R$ 10 mil cada; três Centros Educacionais, que ganha R$ 10mil cada; três Centros de Ensino Médio (CEMs), com R$ 10 mil cada; três unidades escolares a definir, que pode ser um  Centro de Educação Profissional, um Centro de Ensino Especial (CEE), Escola Parque, Centro Interescolar de Línguas (CIL), Unidades de Internação, EMMP, PROEM, CIEF, Escola da Natureza, no valor de R$ 10 mil cada. Ao todo são 20 unidades de ensino e o valor de R$ 200 mil.

 

Cronograma

 

Até 17/9 →  Envio dos projetos
19/9 →  Divulgação dos Projetos
19 a 21/9 →  Avaliação dos projetos pelo Conselho Técnico composto pelos profissionais da área de Educação
22/9 →  Divulgação dos Projetos selecionados
19/10 →  Solenidade de entrega da Moção de louvor no Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal
20/10 →  Destinação das emendas parlamentares pelo Sistema de Controle de Emendas Parlamentares (SISCONEP)

 

Consulte o regulamento do edital 

 

Governo do Distrito Federal