Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/02/21 às 12h39 - Atualizado em 8/02/21 às 13h28

Definidos valores do auxílio para compra do material escolar

Estudantes da educação infantil e ensino fundamental receberão R$ 320. Já os do ensino médio terão R$ 240

 

Da Redação, Ascom/SEEDF

 

|Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

O material escolar já está garantido aos estudantes que fazem parte de famílias de baixa renda da rede pública de ensino do Distrito Federal.  A Portaria nº 47, que define os valores individuais do Cartão Material Escolar (CME) 2021, foi publicada no Diário Oficial do DF desta segunda-feira, 8. Receberão o benefício estudantes cujos pais ou responsáveis são favorecidos com o Bolsa Família.

 

Para quem está na educação infantil e no ensino fundamental, o auxílio será de R$ 320. Estudantes do ensino médio vão receber R$ 240. Os valores, os mesmos pagos no ano anterior, poderão ser usados nas papelarias cadastradas no programa em todo o DF. O credenciamento dos papeleiros no programa está em andamento pela Secretaria de Empreendedorismo do DF, e será finalizado no próximo dia 12.

 

A variedade de artigos é grande e cada etapa/modalidade tem uma quantidade diferente de produtos que podem ser adquiridos. Os itens vão desde caderno, cartolina, lápis de cor e papel A4, como também mochila, agenda, calculadora de bolso e pen drive. No caso da educação especial, são 172 opções, mas é preciso verificar na escola quais são os indicados, conforme a necessidade de cada estudante.

 

Lista de material escolar das escolas da Rede Pública do DF
Educação Infantil – 42 itens
Ensino Fundamental – anos iniciais – 46 itens
Ensino Fundamental – anos finais – 28 itens
Ensino Médio – 23 itens
Ensino Especial – 172 itens

 

Pagamento

 

Os créditos serão feitos em três lotes. Primeiro, será a vez daqueles que já possuem o cartão físico. Depois, dos novos estudantes que se matricularem no prazo regular. A terceira etapa contempla os novos estudantes que efetivarem matrícula no período de vagas remanescentes. A liberação dos recursos deve se iniciar ainda na primeira quinzena de março.

 

A estimativa é beneficiar mais de 70 mil famílias. Em 2020, o cartão Material Escolar atendeu mais de 106 mil estudantes de 68 mil famílias, com investimento de R$ 33 milhões.