Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/05/21 às 19h42 - Atualizado em 5/05/21 às 19h43

Dia de trocar ideias com escolas do Paranoá 

Secretário de Educação almoça com diretores de escolas da cidade e explica planos para próximos meses 

 

Por Íris Cruz  | da Ascom/SEEDF 

 

“O nosso trabalho é garantir que não falte alimentação, meios para reformar as escolas e vacina”, afirma o secretário no Paranoá. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Acompanhado do secretário executivo, Fábio Sousa, o secretário de Educação do DF, Leandro Cruz, visitou nesta quarta-feira, 5, cinco escolas da regional de ensino do Paranoá.

 

No almoço com os diretores de escolas da cidade, o secretário declarou: “É um prazer imenso estar aqui, fazendo o que eu gosto, que é estar ao lado de vocês nas escolas. É o que me dá energia e força. Estamos aqui nos rejuvenescendo nas escolas e nas regionais de ensino. O nosso trabalho é garantir que não falte alimentação, meios para reformar as escolas e vacina”.

 

O secretário executivo disse que a região é carente e que tem recebido atenção da Secretaria. “Estamos aqui para trabalhar junto à comunidade. Vamos trabalhar sempre juntos e como equipe”, afirmou Fábio Sousa. 

 

Sobre os recentes investimentos no ambiente escolar, o coordenador regional do Paranoá, Ranieri Carneiro, falou da importância do PDAF. “O PDAF trouxe um novo diferencial na Educação de Brasília, que colocou o recurso direto nas escolas, onde elas podem se equipar com materiais pedagógicos e melhorar a infraestrutura. Isso é de grande valor para a nossa comunidade”, disse. 

 

Escola Classe 5 

 

A Escola Classe 5 do Paranoá foi fundada em 1993. 

 

Hoje, ela atende 580 estudantes em uma estrutura de 11 salas de aula.  Já para atividades lúdicas e esportivas, está em construção uma quadra. 

 

Durante a visita, a diretora Juliana Moreira falou sobre a importância de recursos aplicados na educação: “O investimento nas escolas é uma maneira de inclusão social e é isso que está acontecendo”.

 

Centro de Ensino Fundamental 4 

 

Inaugurado em 2013, o Centro de Ensino Fundamental 4 tem 10 salas de aula, sala de recursos e quadra dividida com o Centro de Ensino Médio 10. O espaço atende 669 estudantes dos finais. 

 

Entre os anos de 2020 e 2021, foram realizadas obras como reforma de telhado, criação de novos ambientes e instalação de uma nova cozinha. 

 

A diretora da escola, Thais Nascimento, falou sobre a importância do cuidado com as escolas por meio do PDAF:  “O investimento proporciona melhoria da aprendizagem, no ensino e na convivência dentro do ambiente escolar. É o investimento que os professores e estudantes precisam para conseguir o sucesso nos percursos escolares”. 

 

Centro de Ensino Fundamental 2 

 

Leandro Cruz e Fábio Sousa falam sobre a importância da EJA no CEF 2 do Paranoá. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Desde 1998, o Centro de Ensino Fundamental 2 também acolhe estudantes do Paranoá. Hoje, são 1694 estudantes divididos em Ensino Fundamental 2 e EJA. 

 

A estrutura da escola é composta por 19 salas de aula, sala de leitura, quadra de esportes e espaço multiuso. Para manutenção do espaço, como pintura e reforma dos banheiros, foram investidos – entre 2020 e 2021 – R$ 309,9 mil como recursos do PDAF via Secretaria de Educação e emendas parlamentares. 

 

O diretor Rogério Cardoso agradeceu os investimentos na educação. “A importância dessas obras para a comunidade é dar continuidade para educação com a capacidade de receber os estudantes com maior infraestrutura e com maior esperança. Com essas reformas, os estudantes vão ter mais prazer em frequentar a escola”, afirmou. 

 

CAIC Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus

 

Secretário acompanha resultado de reformas no CAIC Santa Paulina. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Fundado em outubro de 1991, o CAIC atende 1198 estudantes, sendo 150 da educação integral. A estrutura é composta por 26 salas de aula, laboratório de aprendizagem, duas quadras, biblioteca, sala de informática, sala de vídeo, dois refeitórios e brinquedoteca. 

 

Entre os anos de 2020 e 2021, a escola recebeu R$ 514,6 mil em recursos do PDAF via Secretaria de Educação e emendas parlamentares. Com o valor, foram realizadas obras como a reforma do refeitório, do bebedouro, da sala de reuniões, sala dos professores e sala da coordenação. 

 

Em 2021, o valor está sendo aplicado em pintura, manutenção da parte elétrica, reforma do banheiro dos estudantes, compra de materiais administrativos e pedagógicos e instalação de ar-condicionado. 

 

A diretora Oneide Santos vê as reformas em uma perspectiva de acolhimento. “A escola precisa ser um espaço de acolhimento. Precisa ser linda, colorida, confortável e as reformas proporcionam isso”, argumentou. 

 

Escola classe 6 

 

O secretário também visitou a Escola Classe 6 do Paranoá. Inaugurada em setembro de 2016, que funciona em espaço locado. A infraestrutura é composta por 20 salas de aula e parquinho para atender 894 estudantes, divididos em pré-escola e anos iniciais.