Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/20 às 10h24 - Atualizado em 31/01/20 às 10h24

Educação licita reconstrução da EC 52 de Taguatinga

Unidade é uma das cinco que estão fechadas para reformas, as demais 678 funcionam normalmente

 

João Gabriel Amador, Ascom/SEEDF

 

Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

A Secretaria de Educação divulgou nesta sexta-feira (31/1) a abertura de licitação para a reconstrução da Escola Classe 52, em Taguatinga. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do DF.

 

Segundo a publicação, a nova escola deverá contar com 18 salas de aula, sala de reforço, sala de artes, laboratório de informática, laboratório de ciências, auditório, biblioteca, refeitório, cozinha, depósito de gêneros alimentícios, salas administrativas, sanitários, parquinho, horta, quadra coberta, guarita, estacionamento, bicicletário, central de gás e reservatório de água, com área total de 4.464,82 m². O valor estimado da obra é de R$ 9.357.214,69, com prazo de execução de 360 dias corridos.

 

A data de abertura do procedimento fica definida para ocorrer no dia 4 de março, às 10h. As empresas interessadas poderão retirar os arquivos contendo o edital, arquitetura, orçamento e topografia na sede da Secretaria de Educação, localizada no Setor Bancário Norte, quadra 02, bloco C, sala térreo – Recepção, Edifício Phenícia, mediante entrega de 02 (dois) DVDs.

 

A Escola Classe 52 teve as atividades suspensas em 2019, após decisão judicial que determinou a reconstrução da unidade. Os estudantes foram encaminhados para escolas próximas no ano passado e, em 2020, frequentarão um prédio que está em fase final de negociações para ser alugado na região.

 

Situação das fechadas

 

Além da Escola Classe 52, outras quatro unidades da rede pública do DF estão fechadas atualmente. A que está mais perto de voltar a funcionar é o CEF 01 da Vila Planalto. A obra está em fase final e a reinauguração está prevista para abril. Até lá seus estudantes estão sendo atendidos no CEF Planalto (315 Sul).

 

A Escola Classe 59 de Ceilândia está fechada desde 2018. Os alunos estão sendo atendidos no prédio do CEM 04, na mesma região. O CEM 10 está fechado desde 2016 e os estudantes foram encaminhados para o CEF 29. Ambas as escolas estão com edital em análise e aguardam licitação para a reconstrução. No CAIC Castello Branco (Gama), o edital de licitação também está em fase de análise e os estudantes estão na EC 29.

 

A Secretaria de Educação trabalha para a reabertura das escolas o mais rápido possível, de forma a melhor atender os estudantes da rede pública. A pasta conta ainda com planejamento de manutenção preventiva e corretiva nas escolas da rede. Em 2020, os investimentos iniciais previstos são de R$ 40 milhões.