Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/09/19 às 19h53 - Atualizado em 16/09/19 às 9h03

Encontro promove formação aos orientadores da Rede

 

Aldenora Moraes, Ascom/SEEDF,

 

Quem vê a orientadora educacional Viviane de Oliveira atuando no Centro Educacional São Bartolomeu, em São Sebastião, reconhece sua alegria em exercer a profissão. “Confesso que tinha perdido um pouquinho a esperança em ser convocada no concurso. Ao ser chamada, não acreditei de imediato, pois foi a realização de um sonho”, entusiasma-se.

 

Viviane é um dos cerca de 400 orientadores educacionais que participaram, nesta manhã (13), do 6º Encontro de Práticas de Mediação no âmbito da Secretaria de Estado de Educação do DF (SEEDF). “Este curso é primordial porque o tempo todo lidamos com demandas de conflitos. A iniciativa nos oferece mais instrumentos para que possamos fazer esse processo de mediação nas escolas”, explica.

 

O evento realizado pela Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) em parceria com a Subsecretaria de Educação Básica (Subeb) e a Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (Eape) faz parte da política de valorização, bem-estar e qualidade de vida no trabalho para os servidores da SEEDF.

Segundo a subsecretária da Sugep, Kelly Ribeiro, “a formação destinada aos orientadores educacionais favorece o ensino-aprendizagem porque possibilita a construção de um ambiente harmonioso nas escolas e contribui para a atuação dos profissionais promovendo o diálogo sobre possíveis formas de atuação na resolução de conflitos, em especial a mediação”, destaca a subsecretária.

 

Representando o subsecretário da Subeb, Helber Vieira, a gerente Érika Goulart destacou a importância da mediação como ação pedagógica por meio da criação de espaços reflexivos, dialógicos e participativos na escola para que uma cultura de paz, civilidade e harmonia prevaleça. O subsecretário da Eape, André Bento, também enfatizou a atuação estratégica dos orientadores nas escolas e a parceria produtiva com a EAPE, que tem proporcionado formações específicas e contribuído para a eliminação da violência nas escolas da Rede buscando uma convivência harmoniosa.

 

 

POSSO TE DAR UM ABRAÇO?

“O orientador educacional é um profissional muito importante na escola e sua atuação é ampla. Ele trafega por todos os setores e medeia vários temas a fim de resolver os conflitos”, define, Renato Mendes, orientador educacional do Centro de Ensino Fundamental Zilda Arns, no Itapoã que também esteve no Encontro.

A psicóloga Luciene Mello apresentou o trabalho realizado pela Gerência de Mediação de Conflitos da SEEDF. “Oportunizamos o diálogo entre as partes para favorecer a solução do conflito”, destacou Luciene. O evento contou ainda com a palestra “Mediação Social Transformadora no contexto escolar”, da professora do NEP/UnB, Flávia Bezerra que salientou a parceria entre a UnB e a SEEDF nos dez anos do projeto de extensão e criticou a cultura de litígio presente em nossa sociedade.

 

Os orientadores também assistiram à apresentação “Mediação Social na escola e na formação continuada”, da formadora da EAPE, Cléssia Mara Santos e participaram, em seguida, do debate conduzido pelas palestrantes.

Também estiveram presentes a coordenadora Nair Bicalho, do Núcleo de Estudos para Paz e Direitos Humanos (NEP), da Universidade de Brasília; a coordenadora de Gestão de Pessoas, Ana Paula Aguiar; o diretor de Acompanhamento e Apoio ao Servidor, Valdson José da Silva e a gerente de Mediação de Conflitos, Larissa Pedroza e Silva.