Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/03/20 às 16h54 - Atualizado em 2/04/20 às 16h47

Gastos do Bolsa Alimentação já passam de 60%

Valores foram liberados para suprir merenda escolar durante suspensão das aulas

 

Rossana Gasparini, Ascom/SEEDF

 

Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

Novo balanço da utilização dos recursos liberados para o Bolsa Alimentação, divulgado nesta sexta-feira (27), mostra que 61,39% dos valores já foram utilizados pelos beneficiários, o que corresponde a R$ 4.130.643,85. No total, foram liberados R$ 6,7 milhões para cerca de 100 mil estudantes que fazem parte do Programa Cartão Material Escolar, ou seja, devidamente matriculados na rede pública de ensino do Distrito Federal e cujas famílias estão no Programa Bolsa Família, do Governo Federal.

 

A grande maioria dos recursos tem sido empenhada em hipermercados, totalizando R$ 3,4 milhões, ou seja, 84,57% do total utilizado até o momento. Os valores também têm sido gastos em atacados (8,06%) e outros setores de alimentação (3,46%).

 

Confira aqui mais detalhes do Bolsa Alimentação.

 

O benefício vai ser agora estendido para cerca de 20 mil crianças de 0 a 5 anos atendidas pelas creches parceiras da rede pública de ensino do Distrito Federal (CEPIs e creches conveniadas). Os cartões para essas famílias começaram a ser entregues nesta sexta (27), em um esquema elaborado pelas coordenações regionais de ensino para evitar aglomerações.

 

Os servidores que realizam a entrega dos cartões estão munidos com álcool líquido 70% para higienização constante das mãos para minimizar o risco de contaminação. A entrega dos cartões segue até o dia 2 abril. As famílias que ainda não buscaram o Cartão Material Escolar também devem ficar atentas ao cronograma divulgado por regional de ensino pela Secretaria de Educação para buscá-los nos locais e horários indicados.

 

______
Leia mais:

⇒ Respeitando protocolos, começa a entrega do cartão alimentação das creches

⇒ Famílias já gastaram R$ 3 milhões da bolsa alimentação

⇒ Beneficiários do Bolsa Alimentação gastam R$ 1 milhão