Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/05/22 às 17h10 - Atualizado em 4/05/22 às 11h58

Pacto pela Alfabetização no Recanto das Emas

O projeto visa recompor as aprendizagens defasadas durante o período de pandemia e será realizado em 95% das escolas

Redação, Ascom/SEEDF

 

O projeto terá início em 9 de maio e será aplicado em 13 escolas do Recanto das Emas / Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF.

 

O programa Pacto pela Alfabetização foi lançado, na manhã desta terça-feira (3), pela Coordenação Regional do Recanto das Emas e contou com a presença da secretária de Educação, Hélvia Paranaguá. O projeto que é uma ação conjunta do Instituto Raiar, Instituto Alfa e Beto, junto a SEEDF tem o objetivo de recuperar as defasagens das aprendizagens durante o período de pandemia. As ações terão início em 9 de maio e serão aplicadas nas 13 escolas da região que fizeram adesão ao projeto.

 

Hélvia parabenizou a iniciativa da Coordenação Regional do Recanto das Emas. “Talvez seja uma das mais importantes alianças. Na medida em que juntos estamos trabalhando e buscando ações em prol da alfabetização das nossas crianças”, ressaltou a secretária ao lembrar dos prejuízos nas aprendizagens causados pela pandemia.

 

As ações vão atender os estudantes em processo de alfabetização do 1° ao 3° ano. / Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF.

 

O Programa Pacto pela Alfabetização atenderá 199 turmas e, no total, 5.081 alunos serão beneficiados. Está sob a coordenação dos professores Railton Vanes e Jaqueline Avelino ambos da CRE do Recanto das Emas. As ações vão atender os estudantes em processo de alfabetização do 1° ao 3° ano, com o objetivo de inseri-los na leitura, escrita e cálculos matemáticos. Professores, coordenadores e gestores participaram da formação para implementação do Programa na escola.

 

Um dos coordenadores do projeto, Railton Vanes, reforçou que o foco é garantir, ao final do ano letivo, que todos estejam alfabetizados e com leitura fluente. “Mesmo com a dedicação dos nossos professores durante as aulas remotas, tivemos uma perda grande no ensino. Estamos buscando soluções para recuperar”, completou Railton. A coordenadora regional, Mariana Aires, enfatizou que as escolas e docentes terão todo apoio e suporte. “Não será fácil. Mas temos certeza que ao final conseguiremos o sucesso”, destaca.

Governo do Distrito Federal