Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/05/21 às 17h43 - Atualizado em 25/05/21 às 17h51

Plano de Vacinação chega ao terceiro dia 

Imunização na UBS 1 do Guará ainda abarca grupos gestores da rede pública e educadores de creches públicas e privadas  

 

Por Málcia Afonso e Íris Cruz | Ascom/SEEDF

 

A campanha de vacinação dos profissionais de educação é solidária e arrecada alimentos. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

A vacinação dos profissionais da Educação entrou em seu terceiro dia em clima de alívio e alegria, complementado por  um dia ensolarado na UBS nº 1, do Guará. Mais uma vez, o secretário de Educação, Leandro Cruz, acompanhou o trabalho e reforçou o apelo para que os educadores levem alimentos não perecíveis ao se dirigirem à vacinação — campanha promovida pela pasta.

 

Uma marca desse posto de vacinação é a alegria e a chegada de forma absolutamente descontraída de todos os profissionais da educação. E também aproveitamos a oportunidade para realizar uma campanha de vacinação solidária, recolhendo alimentos para doar para as famílias dos estudantes da rede em situação de vulnerabilidade social”, disse Leandro Cruz.

 

A imunização teve início na última sexta-feira, 21. Nesta primeira etapa, estão sendo vacinados os profissionais que atuam em creches públicas e privadas e os gestores das escolas públicas, que seguiram no trabalho presencial desde o começo da pandemia, em 2020.

 

Na linha de frente do trabalho presencial, os gestores não estão em atividades remotas e são os primeiros da fila no plano de vacinação, ao lado dos profissionais de creche. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Sinto alívio e valorização. Graças ao empenho da Secretaria de Educação, nós conseguimos essa imunização para que a gente continue com as escolas abertas, atendendo nossa comunidade e fazendo nosso trabalho da melhor maneira possível“, destacou a diretora do CEF 115 do Recanto das Emas, Jussara de Araújo Almeida.

 

Para marcar o momento e lembrar dos colegas professores, ela preparou uma mensagem simples, numa folha de papel tamanho A4, que mostrava a todo instante: “Gestora vacinada, na torcida pela vacinação de todos do CEF 115“.

 

Profissionais de escolas particulares também estão sendo vacinados. Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

 

Aline Ulhôa, professora do Colégio Reação, da rede particular do Recanto das Emas, disse que se sentiu aliviada ao receber a vacina.  “Temos que ir para as escolas e temos contato com pessoas. Por mais que a gente esteja se comprometendo com distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel, a gente fica muito receoso. Ter a oportunidade de se vacinar é uma alegria muito grande”, afirmou.

 

Plano de vacinação

 

A vacinação dos profissionais da educação está ocorrendo em etapas, exclusivamente por convocação da unidade escolar.

 

Os critérios do chamado obedecem à regra crescente de idade do estudante — primeiro educação infantil, seguida de ensino fundamental anos iniciais, ensino fundamental anos finais, ensino médio e, por fim, ensino superior.

 

Dentro dessa regra, dado o número limitado de vacinas ofertadas, a Secretaria formulou a diretriz de chamar primeiro as escolas das áreas de maior vulnerabilidade social e aquelas que atendem o maior número de estudantes.

 

A lista dos convocados pode ser acessada na página destinada ao acompanhamento da vacinação dos profissionais de educação.