Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/05/21 às 8h53 - Atualizado em 19/07/21 às 12h39

Professores do campo em constante capacitação

Aulas da Especialização em Educação do Campo começam dia 15/5

 

A formação continuada para os profissionais da educação que trabalham em unidades escolares do campo segue em 2021. Uma delas é a Especialização em Educação do Campo para 40 professores da rede pública. O curso é uma parceria entre a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF), a Universidade de Brasília (UnB/FUP) e o Ministério da Educação (MEC). As aulas começam nesta semana, 15/05.

 

“Por meio dessa formação, os professores que atuam nas escolas do campo são instrumentalizados dentro de uma perspectiva voltada à autonomia e à transformação social, aliadas às experiências e vivências dentro das escolas. Trata-se de importante passo para o fortalecimento da Política de Educação Básica do Campo, no âmbito da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal, instituída pela Portaria SEEDF 419/2018″, ressalta Ruth Meyre, diretora de Educação do Campo, Direitos Humanos e Diversidade da Secretaria.

 

A especialização em Educação do Campo faz parte da proposta de capacitação construída a partir do Projeto de Extensão Escola da Terra, que engloba essa capacitação para educadores das escolas do campo da rede pública de ensino DF. A segunda edição do Curso de Formação Continuada Escola da Terra terá 186 participantes e ocorrerá neste ano. Essa formação teve a primeira edição em 2018.

 

A ideia é que os profissionais que atuam nesse segmento possam aprofundar as reflexões e as práticas pedagógicas nas escolas do campo, sempre observando o contexto social em que a comunidade está inserida.

 

A rede púbica de ensino tem 686 unidades escolares, dessas 79 estão na área rural. Para o ano letivo de 2021, a Secretaria preparou outras formações específicas para os profissionais da educação que atuam nas unidades escolares do campo. Entre elas, está a Oficina em Educação do Campo: Passo a Passo para a Construção do Inventário com atividades ao longo do ano. Na área rural, há 22.497 estudantes.