Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/09/21 às 18h06 - Atualizado em 15/09/21 às 18h06

Robótica para estudantes do Sol Nascente

Ideia é levar as aulas para comunidades carentes

 

Íris Cruz, Ascom/SEEDF

 

Hélvia Paranaguá defende a importância da inserção digital para avanços na educação do DF. Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

Os avanços tecnológicos na educação vieram para abrir leques de possibilidades: o plano de aplicação da prática de robótica para os estudantes do CED 16 do Sol Nascente é exemplo da construção dessa nova rotina.

 

As aulas práticas estão previstas para começar em novembro e fazem parte de projeto implementado pela empresa BeByte, em parceria com Instituto Mundial, Universidade de Brasília (UnB) e Agência Espacial Brasileira.

 

A iniciativa veio ao encontro dos planos da Secretaria de Educação, que é levar a robótica para toda a rede pública. Ao falar do projeto do CED 16, implementado sem ônus para a pasta, a secretária Hélvia Paranaguá destaca a democratização do conhecimento: “Investir na educação digital é algo essencial. Fico emocionada por fazer parte desse capítulo e vamos trabalhar para que todos tenham oportunidades.

 

Além de adquirir conhecimento em plataformas desenvolvidas pela empresa, os estudantes terão a oportunidade de vivenciar a experiência em um caminhão de robótica, equipado para ensinar de forma interativa.

 

Educação que aproxima

 

Nós atendemos diversas realidades, onde entendemos que o jovem do agora, o jovem digital, absorve o conhecimento de uma forma melhor quando falamos a língua deles e estamos aqui para proporcionar isso”, acrescenta Alex Roger, presidente da BeByte, que já está presente em mais de 200 escolas públicas brasileiras.

 

No CED 16 do Sol Nascente a robótica será atividade de contraturno para todos os estudantes. O professor de matemática, Wesley Santos, será o responsável por acompanhar a aplicação da metodologia.

 

Nossa comunidade é de periferia, de comunidade carente, e precisa muito desse tipo de ação. Estou muito lisonjeado em fazer parte desse projeto com os nossos estudantes”, conta o professor.