Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/20 às 8h05 - Atualizado em 7/05/20 às 14h32

Secretaria lança campanha de incentivo ao ensino mediado

Se houver redução de turmas, ensino presencial e mediado podem ser combinados para conclusão do ano letivo

 

Danilo Queiroz, Ascom/SEEDF

 

Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

A Secretaria de Educação lança nesta quinta-feira, 7/5, uma campanha em suas redes sociais com o propósito de incentivar professores e estudantes da rede pública a continuarem se cadastrando para participar do ensino mediado pela plataforma Google Sala de Aula, que faz parte do programa Escola em Casa DF.

 

“É importante todos compreenderem que o ensino mediado poderá se tornar uma ferramenta vital, com a possibilidade real que há de reduzirmos o número de estudantes por sala de aula para atendermos às recomendações de preservação da saúde”, afirma o secretário de Educação, João Pedro Ferraz. O ensino mediado poderá ser combinado com as aulas presenciais.

 

Além disso, o secretário esclarece que a participação também é importante para evitar a criação de um fosso de aprendizado entre aqueles que estão participando e aqueles que ainda não participam.

 

______
Leia também:

O CED 11 de Ceilândia não esperou um milagre

 

Por isso mesmo, a Secretaria de Educação vai ofertar, em breve, um pacote de dados para uso gratuito de Internet para quem acessar a plataforma, além de distribuir material impresso para quem ainda assim não puder usá-la. Mesmo para distribuir impressos, a equipe técnica precisará ter conhecimento mais preciso do uso do Google Sala de Aula.

 

“Depois da pandemia, o ensino mediado deverá ser incorporado à rotina dos estudantes e professores da rede pública”, prossegue Ferraz, acrescentando que mesmo com a plataforma Google Sala de Aula tendo atingindo expressivo número de acessos nas primeiras semanas de uso, a Secretaria manterá o trabalho de conscientização sobre a importância da ferramenta.

 

A campanha de incentivo do uso da plataforma será desenvolvida por meio das páginas oficiais da SEEDF nas redes sociais. A meta é fazer com que o maior número possível de alunos acessem a plataforma para cumprir as atividades complementares. Atualmente, o Ensino Médio conta com cerca de 80 mil estudantes em 91 escolas. Nos primeiros dias, mais de 50 mil fizeram seus cadastros.

 

Os professores também terão atenção especial na campanha. Tendo em vista sua importância para o sucesso do projeto, a Secretaria buscará mobilizar os mais de 4 mil docentes que lecionam no Ensino Médio para que atualizem a plataforma com atividades e videoaulas para manter o aprendizado dos estudantes, além de interagir com eles, podendo esclarecer dúvidas e monitorar o desenvolvimento de cada um.

 

Lançado em 22 de abril para atender os estudantes durante o período de afastamento do ensino presencial provocado pelo isolamento social, o Google Sala de Aula foi liberado para o Ensino Médio para permitir que os alunos dessa etapa de ensino tenham continuidade nos conteúdos e possam se preparar para exames como vestibulares, ENEM e PAS. Em breve, o Google Sala de Aula será disponibilizado também para os anos finais do Ensino Fundamental.

 

A plataforma, que faz parte do programa Escola em Casa DF, está proporcionando aos estudantes a possibilidade de ter acesso a conteúdos postados diretamente por seus professores – de acordo com os componentes curriculares pelos quais eram responsáveis presencialmente. A média de tempo que os jovens têm dedicado à plataforma, até o momento, é de 2h06.

 

______
Siga nossas redes sociais: