Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/01/22 às 18h28 - Atualizado em 25/01/22 às 14h59

Vacina, só nas UBSs

Imunização contra Covid-19 não acontecerá nas Coordenações Regionais de Ensino e escolas não cobrarão comprovante

Nayara Oliveira, Ascom/SEEDF

 

Hélvia Paranaguá, em entrevista no Buriti: “Não criaremos barreiras de acesso às escolas”. Foto: André Amendoeira – Ascom/SEEDF

 

Em respeito à recomendação feita na noite da terça-feira (18) pela Promotoria de Defesa da Educação (Proeduc) do Ministério Público do DF, a Secretaria de Educação não promoverá vacinação de crianças entre 5 e 11 anos nas Coordenações Regionais de Ensino, como chegou a ser planejado. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (19), em coletiva de imprensa no Palácio do Buriti, concedida pelo governador em exercício, Paco Britto, e mais os secretários Gustavo Rocha (Casa Civil), Hélvia Paranaguá (Educação) e Manoel Pafiadache (Saúde).

 

Na entrevista, a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, declarou ser contrária à adoção de qualquer medida que possa servir de barreira ao acesso das crianças e adolescentes às escolas. Por este motivo, não se cogita exigir comprovante de vacinação aos estudantes da rede pública de ensino do DF. “O governador Ibaneis já deixou claro que no DF não será exigido o comprovante”, frisou.

 

A recomendação do MPDFT defende a retomada das aulas presenciais e a ideia de que as escolas não devem ser pontos de vacinação, garantindo aos pais e responsáveis a livre decisão a respeito da imunização.

 

Vacinação em UBS

 

Para incentivar a vacinação das crianças de 5 a 11 anos, a Secretaria de Saúde disporá Unidades Básicas de Saúde próximas à sede de cada uma das 14 regionais de ensino do DF. Esses postos estarão com vacinação exclusiva entre os dias 7 a 12 de fevereiro para os estudantes de 5 a 11 anos e para aqueles que têm 12 anos ou mais. A ideia é ceder uma ou duas UBS por Região Administrativa, para atendimento exclusivo a esse público.

 

As UBS trabalharão de forma dividida para acolher os dois grupos de faixa etária. Esses locais serão divulgados pela Secretaria de Saúde nos próximos dias.

 

Mesmo assim, desde domingo (16) a vacinação de crianças já está sendo oferecida em vários pontos do DF e os pais que tiverem interesse podem procurar uma das unidades para vacinar os filhos.

 

Nós incentivamos a vacina e vemos nela uma maneira ainda mais segura de dar continuidade ao calendário escolar. O retorno às aulas será feito como foi em 2021, na modalidade 100% presencial. Os profissionais da educação estão imunizados e agora incentivamos que os estudantes também tomem a vacina”, diz a secretária de educação do DF, Hélvia Paranaguá.

 

Protocolo de volta às aulas

 

Assim como o retorno presencial em 2021, todas as medidas sanitárias recomendadas pelas autoridades de saúde serão aplicadas nas escolas da rede pública de ensino. Protocolos de segurança, como o uso de máscaras e álcool em gel, medição de temperatura e lavagem das mãos serão mantidos em 2022.

 

 

Governo do Distrito Federal