Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/03/21 às 20h32 - Atualizado em 1/04/21 às 16h36

Profissionais de educação em 9 de abril

Primeiros a ser imunizados serão os 5 mil gestores escolares da rede pública. Plano irá contemplar a rede privada

 

Por Málcia Afonso, Ascom/SEEDF

 

Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

A vacinação para os profissionais da educação começa na sexta-feira, 9 de abril, caso o Distrito Federal receba a quantidade de vacinas previstas. O anúncio foi feito pelo secretário de Educação, Leandro Cruz, em live transmitida pelo Instagram, nesta quarta-feira, 31. O plano de vacinação, elaborado em alinhamento com a Secretaria de Saúde, contempla também os professores temporários e os trabalhadores terceirizados, além dos profissionais da educação da rede privada.

 

As primeiras a receber a dose inicial serão as equipes gestoras da rede pública de ensino – 5 mil pessoas entre diretores, vice-diretores, supervisores, coordenadores e chefes de secretaria, que seguiram trabalhando presencialmente nas escolas e atendendo a comunidade desde o começo da pandemia.

 

Não seríamos capazes de enfrentar esse momento se não fossem as nossas equipes das regionais de ensino e de cada escola, que foram fundamentais para que a gente pudesse chegar até esse momento tão vitorioso❞

Leandro Cruz, secretário de Educação

 

 

O contingente a ser atendido na rede pública é formado por pelo menos 50 mil pessoas — 25.979 professores efetivos, 10.500 professores temporários e 8.813 da carreira da assistência, além de aproximadamente 5 mil merendeiras, copeiras, do pessoal da limpeza e da vigilância.

 

Leandro Cruz agradeceu ao governador Ibaneis Rocha, com quem se reuniu diversas vezes para tratar do assunto, a última, nesta manhã. O secretário também homenageou as equipes escolares. “Não seríamos capazes de enfrentar esse momento se não fossem as nossas equipes das regionais de ensino e de cada escola, que foram fundamentais para que a gente pudesse chegar até esse momento tão vitorioso”, afirmou o secretário.

 

O secretário Executivo, Fábio Souza,  participou da live e abordou o plano. “A nossa ideia é montar postos de vacinação exclusivos para a educação nas 14 regionais de ensino, da forma mais organizada possível, fazer um grande cadastro de todos os profissionais da rede pública e uma mobilização da educação em defesa”, adiantou.

 

A forma de realização do cadastro dos profissionais da rede pública será divulgada nos próximos dias. A partir deste cadastramento é que será elaborado o cronograma de vacinação. Em relação aos profissionais da rede privada, os detalhes do plano de vacinação serão divulgados também nos próximos dias.

 

Retorno presencial

 

O secretário reiterou ainda que o retorno presencial ocorrerá de forma híbrida, porque, mesmo com a vacina, os cuidados, como o distanciamento, serão mantidos.

 

Leia também
Professores serão os próximos
Dia de acolhimento na volta às aulas 
Regionais de Ensino vão receber mais R$ 5,8 milhões do PDAF
Volta às aulas com dinheiro em caixa

“Ainda não é o fim dessa luta, é apenas o início de um novo patamar, o patamar que todos nós esperamos, que é o retorno das aulas presenciais com cada uma e com cada um daqueles que escrevem a educação no Distrito Federal em ambas as rede de ensino”, completou.

 

Solidariedade

 

Durante a live, foi anunciado ainda que haverá arrecadação de alimentos nos postos de vacinação para os profissionais da educação. O secretário Leandro Cruz pediu que cada pessoa, ao ser vacinada, doe um quilo de alimento não perecível. Os produtos serão entregues a estudantes em situação de vulnerabilidade social.