Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/03/21 às 19h42 - Atualizado em 12/04/21 às 9h44

Começa reconstrução da EC 59, de Ceilândia

É a segunda grande obra em escolas tradicionais da cidade: o CEM 10 também está sendo reerguido

 

Por Íris Cruz, da Ascom/SEEDF

 

Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

 

O secretário de Educação, Leandro Cruz, acompanhou, nesta terça-feira, o início da obra de reconstrução da Escola Classe 59, de Ceilândia. Na sequência, visitou a obra de reforma do Centro de Ensino Médio 10, também de Ceilândia, que começou em 15/3.

 

A Secretaria de Educação assumiu o desafio de enfrentar cada dificuldade dessas obras históricas que estão paradas há anos. Vamos entregar ou iniciar cada obra que está parada”

Leandro Cruz, secretário de Educação

 

 

Ambas são reivindicações antigas da comunidade e fazem parte do compromisso da Secretaria de resgatar os ambientes escolares que historicamente precisam de atenção.

 

Durante as visitas, Leandro Cruz informou que tem pressa em recuperar aquelas salas de aula.  “A secretaria de educação assumiu o desafio de enfrentar cada dificuldade dessas obras históricas que estão paradas há anos. Vamos entregar ou iniciar cada obra que está parada“, garantiu.

 

Para o coordenador regional de Ceilândia, Helder Gonçalves, “espaços projetados e equipados com materiais de qualidade facilitam tanto o ensino quanto a aprendizagem. O ambiente se torna propício e integrador para que a troca de experiências seja efetivada”.

 

As novas instalações da Escola Classe 59 de Ceilândia vão beneficiar 126 estudantes da pré-escola e 328 dos anos iniciais do ensino fundamental | Imagem: Reprodução

 

Espera acabou

 

A Escola Classe 59 de Ceilândia foi fundada em 1989, em caráter provisório. Há anos, os moradores da região aguardavam pela reconstrução.

 

No lugar da espera, a expectativa para inaugurar um ambiente novo e de qualidade para o ensino é o sentimento do corpo educacional da unidade, que fica na QNN 36, Área Especial 02. O terreno tem 6.180 m² e a área construída será de 2.550,26 m².

 

Em 2018, pela falta de estrutura, os estudantes matriculados na escola foram realocados para ter aulas nas instalações do CEM 04. “A logística de ter um filho matriculado em uma escola próxima da residência é revertida em qualidade de vida, melhor acesso e

melhor comunicação com os servidores da escola”, frisou a diretora da EC 59, Renata Olívia.

 

Arthur: “quero muito ir para a escola nova, perto de casa” | Foto: Arquivo pessoal

Valéria Ferreira, mãe do Arthur Gabriel, 7, confirmou a alegria de ter uma escola perto de casa. “Minha casa é do lado da escola e fica bem mais viável para mim. Não vejo a hora de ficar pronta. A área é bonita e o espaço merece ser valorizado”, acrescentou. Valéria contou que, quando passeia pela região com o filho, ele sempre fala: “quero muito ir para a escola nova, perto de casa”.

 

Nova estrutura

 

A empresa responsável pelo empreendimento é a Impar Construção LTDA. O valor total da obra é de R$ 6.089.958,68, sendo 6.218.117,89 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e 126.900,37 do Governo do Distrito Federal. O prazo de entrega é maio de 2022.

 

Para atender a todas as necessidades dos estudantes, o novo ambiente vai comportar 14 salas de aula, auditório, sala de leitura, teatro de arena, cozinha industrial e refeitório, sala administrativa, laboratórios, bicicletário, guarita, estacionamento, parquinho, horta, quadra de esportes coberta, área verde e área comunitária. As instalações vão beneficiar 126 estudantes da pré-escola e 328 dos anos iniciais do ensino fundamental.

 

Conquista em dobro 

 

O Centro de Ensino Médio 10 é uma das escolas mais tradicionais da Ceilândia | Foto: Álvaro Henrique/Secretaria de Educação

Localizado na QNP 30 de Ceilândia, o Centro de Ensino Médio 10 é uma das escolas mais tradicionais da região. Com a reforma, que começou no dia 15 de março, a área da escola será de 3.872,50 m²  para atender 840 estudantes. As instalações foram fechadas por orientação da Defesa Civil em 2016 e, desde então, os estudantes frequentam o CEF 29, que fica no começo do Setor Industrial.

 

A empresa responsável é a CONTARPP e o valor total da obra é de R$ 5.078.233,60, com recursos do GDF. A entrega será em março de 2022.

 

Todo estudante quer ter o direito de estar perto da sua casa para estudar. Com essa reforma, a situação vai ficar bem melhor, inclusive na questão da qualidade de ensino“, avaliou a diretora do CEM 10, Helen Matsunaga.

 

Leia também
São Sebastião ganha novas estruturas
Vila Planalto tem sua escola de volta
Contrato assinado para escola técnica
Recanto das Emas vai ganhar novas creches
Escola Porto Rico é devolvida à população
EC 425 de Samambaia será reconstruída
Brazlândia ganha sua primeira escola técnica
Novo CEPI começa a sair do papel
Obras para todos os lados em 2020
Escola Técnica para mais de 2 mil alunos
Escola classe no Itapoã começa a ser construída
Núcleo Bandeirante ganha área para nova escola
 

Entre os itens incluídos na reforma estão: a instalação de portas de acesso à área externa; construção de escada e rampa de acesso à quadra poliesportiva; instalação de guarda-corpos, corrimãos, piso antiderrapante, sinalização e piso tátil; instalação de sanitários acessíveis; elevação do piso do pátio descoberto a ser nivelado com os demais pisos externos; construção de novo castelo d’água; reforma geral das instalações elétrica, da rede lógica, hidrossanitária, gás e incêndio; reforma do estacionamento interno; reposição do tratamento paisagístico; instalação de bicicletários; reforço estrutural da edificação; troca de telhados e forros; instalação de novas esquadrias; reparos nos pisos e demais revestimentos e pintura geral.

 

Eles merecem 

 

Para encerrar a programação, a Coordenação Regional de Ensino presenteou os 194 gestores escolares e os 145 servidores da CRE com kits de boas-vindas para o semestre.

 

Máscara personalizada, álcool em gel, material de expediente (caneta, lápis, postiche, marca texto, fita corretiva) foram distribuídos via drive-thru, na sede da CRE.

 

Leandro Cruz fez a entrega e parabenizou as equipes pelo trabalho que vem sendo desenvolvido em Ceilândia.