Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/08/21 às 15h00 - Atualizado em 18/08/21 às 15h42

Adasa forma Guardiões da Água

Programa já atendeu cerca de 220 mil estudantes e conscientiza sobre a importância do uso racional da água

 

Por Aldenora Moraes, Ascom/SEEDF

 

A conscientização é essencial para que as novas gerações usem a água de modo racional. Foto: Mary Leal, Ascom/SEEDF

 

img-responsiva
img-responsiva
img-responsiva
img-responsiva

Há quem diga que a água é o princípio de todas as coisas: não há vida sem água. Por isso, o uso racional da água pelas futuras gerações têm instigado as escolas a conscientizar acerca da sua importância. Para esse desafio, há 10 anos, o programa Adasa na Escola, da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) em parceria com a Secretaria de Educação do DF tem aceitado essa tarefa.

 

Segundo Fabiana Xavier, da Superintendência de Saneamento e Projetos Especiais da Adasa, “o objetivo é sensibilizar e formar Guardiões da água para que sejam multiplicadores dessa ideia da sustentabilidade da água e o cuidado com o meio ambiente, juntamente com seus professores”, explica.

 

No podcast EducaDF desta semana, conversamos sobre a parceria da Adasa com as escolas públicas para sensibilizar os estudantes sobre a importância do uso racional dos recursos hídricos. De maneira lúdica, a iniciativa tem incentivado boas práticas de sustentabilidade da água. Confira o episódio nas plataformas de áudio.

 

Cada gota importa

 

Segundo Fabiana Xavier, o objetivo do Adasa na Escola é sensibilizar e formar Guardiões da água contra o desperdício e a poluição. Foto: Erasmo Cássio, Ascom/SEEDF

 

Por meio de aulas-espetáculo e utilizando a música e produtos audiovisuais, como a recente animação que faz parte da Campanha de Conscientização da Adasa voltada ao público infantil, o programa tem percorrido as escolas públicas e já atendeu cerca de 200 mil estudantes. “O aluno é convidado a ser um super-herói, um Guardião da Água contra o mal do desperdício e da poluição, enquanto os professores recebem formação sobre sustentabilidade”, diz Fabiana.

 

Para o pesquisador Airton Lima, a preocupação com a água precisa ser um dever de todos. “A gente bate na mesma tecla, mas muitos ainda não se conscientizaram. Um banho de 5 minutos gasta 45 litros de água, já é muita coisa. Um de 15 minutos, vai gastar 135 litros. Medidas básicas ajudam, como se ensaboar com o chuveiro desligado e escovar os dentes com a torneira desligada também. São medidas simples, mas poderosas”, ensina.

 

Confira a animação