Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/21 às 11h50 - Atualizado em 4/11/21 às 14h26

Recanto das Emas comemora vitória de estudantes

CED 104 tem aprovados em medicina, engenharia e demais áreas de conhecimento na UnB 

Íris Cruz | Ascom/SEEDF

 

Aprovada em medicina, estudante Talita Melo agradece o apoio da rede pública de ensino. Foto: Mary Leal | Ascom/SEEDF

 

A realização de sonhos vem por meio de muita dedicação, apoio e perseverança. Foi assim com os 14 estudantes do Centro Educacional 104 do Recanto das Emas aprovados na terceira etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade de Brasília, nesta quarta-feira, 27/10. Hoje, os jovens comemoram esse grande passo em carreiras de medicina, engenharia, direito, saúde coletiva, ciência econômicas, farmácia, serviço social, ciências sociais, letras, arquitetura e psicologia.

 

O momento de celebração carrega uma vitória coletiva de estudantes e profissionais da educação que moveram barreiras para superar uma marca negativa que carimbou a escola, mas estimulou a transformação. Em 2012, O CED 104 ficou conhecido como a segunda pior escola do país. Agora, a reviravolta começa a colher os frutos de projetos e esforços educacionais.

 

Para mudar a realidade, um trabalho firme na disciplina e na valorização dos atores que compõem a educação foi proposto. Temos professores que trabalham continuamente com atividades diferenciadas, como aulões interdisciplinares, obras do PAS, cinedebate e aulas práticas”, conta o diretor, Felipe Renier.

 

O gestor ainda afirma que reprovações, evasões e vandalismo no ambiente escolar perderam espaço. Hoje, o ambiente receptivo e bem cuidado estimula a prática da aprendizagem.

 

Mesmo no contexto da pandemia, professores e estudantes entenderam que o objetivo educacional da aprendizagem deveria continuar acontecendo. Essa consciência está presente de forma cultural em nossa escola. O sentimento de pertencimento dos estudantes é tremendo. Assim, desejo que todos sejam felizes na área que escolheram e que possam mudar vidas, assim como o CED 104 tem feito ano após ano”, destaca Renier.

 

A prova da superação

 

A aluna Talita Melo, aprovada em medicina, é o exemplo da dedicação que passou a ocupar as salas de aula do CED 104. Aos 19 anos, ela agradece o incentivo que teve no decorrer da vida escolar na rede pública e incentiva os outros estudantes a correrem atrás dos sonhos.

 

Todas as escolas em que fui aluna me deram um suporte maravilhoso. A educação transforma e precisamos agir. É necessário romper barreiras. Todos somos capazes de alcançar o que queremos. Nunca imaginava que iria conseguir isso e, hoje, parece que sonho acordada”, destaca a jovem.

 

Talita conta que nem sempre pensou em cursar medicina, a vontade veio aos poucos. Já que sempre gostou de todas as disciplinas, passou um  período indecisa, mas encontrou, na vontade de ser médica, o impulso para fazer a diferença na vida das pessoas.

 

Vi a lista de cursos da UnB, pesquisei vários, mas tentava fugir da medicina, porque sabia que era muito difícil e a insegurança era grande. Depois de muito me esquivar, na metade da 2ª série do ensino médio, vi que era o curso dos meus sonhos, era o que fazia meu coração bater mais forte. É importante para mim que a minha formação seja humana, então espero ser lembrada pelos meus pacientes por ter tido empatia e ter sido cordial”, acrescenta.

 

Talentosa, Talita também adora música. Ela aprendeu a tocar saxofone, teclado, trompete, pandeiro e flauta, tudo na rede pública de ensino. Em momentos de tensão e ansiedade, a estudante diz que foi a música que ajudou a relaxar e seguir firme.

 

O maior desafio foi ser equilibrada, pois todos precisamos de momentos de foco e outros de descanso. Já tinha tentado estudar incessantemente antes, mas cheguei a um esgotamento muito rápido, por isso não acho uma boa estratégia. Creio que aproveitar o tempo de aula é essencial, pois otimiza muito seus estudos e te libera um tempo de descanso depois”, argumenta Talita.

 

Estudante Samuel Victor Teixeira, do CED 104 do Recanto das Emas, é aprovado em engenharia mecatrônica na UnB. Foto: Mary Leal | Ascom/SEEDF

 

A perseverança também é uma constante na vida do estudante Samuel Victor Teixeira, de 18 anos. O jovem, aprovado em engenharia mecatrônica, conta que foi a paixão pela matemática e a curiosidade por robótica que guiaram a escolha profissional.

Para Samuel, as experiências em sala de aula foram essenciais no processo de ingresso na UnB. Ele conta que além da matéria favorita ser matemática, o professor da disciplina, Lucas Araújo, foi um grande apoio para a conquista.

 

O CED 104 sempre apoia e incentiva os estudantes a fazerem o PAS, por ser um método que aprova muita gente para a UnB. Os professores sempre tentam passar atividades com as obras do edital para que os alunos possam aprender sobre elas para fazer a prova, o suporte é muito grande”, diz o estudante.

 

Samuel fala que teve momentos em que não acreditou que passaria na prova, mas, hoje, a felicidade toma conta e mostra que o esforço e a dedicação trouxeram um grande fruto.

 

Alunos aprovados na UnB