Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/22 às 17h18 - Atualizado em 7/02/22 às 14h13

Reforço nas classes hospitalares

Inscrições iniciam dia 7 de fevereiro. São 15 vagas para atuar em dez hospitais

Ana Carolina Leal | Ascom/SEEDF

 

O programa classes hospitalares visa assegurar o ensino das crianças hospitalizadas na rede pública. Foto: Divulgação

 

Com novos hospitais incluídos, o processo seletivo de professor da educação básica- carreira magistério, para atuar nas classes hospitalares foi publicado nesta segunda-feira (31), no Diário Oficial do DF. De cinco, agora somam 11 as unidades que contam com o programa. Esta portaria da Secretaria de Educação em conjunto com a Secretaria de Saúde garante atendimento educacional às crianças da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental, matriculadas na rede pública de ensino, impossibilitadas de frequentar as escolas em razão de tratamento médico.

 

As inscrições de 7 à 10 de fevereiro

img-responsivaINSCREVA-SE

   Edital n° 3/2022   

 

Serão três etapas: inscrição, análise curricular documental e entrevista individual, conforme critérios definidos no edital.

 

Requisitos necessários

 

Estão aptos a participar professores de educação básica da carreira magistério do DF com carga horária de 40 horas semanais e efetivo exercício na rede pública de ensino há, no mínimo, três anos. É preciso possuir certificado de pós-graduação ou cursos de 180 horas, na área de atendimento educacional especializado, aptidão em atendimento educacional especializado e cursos na área de educação hospitalar.

 

O programa de classes hospitalares, além de assegurar o ensino das crianças hospitalizadas, evita a evasão escolar e a repetência do estudante. Há 24 anos na Secretaria de Educação e 18 anos trabalhando dentro dos hospitais, a pedagoga Caren Queiroz, é só elogios ao comentar sobre o projeto. “Grande ganho para nossos alunos”, destaca.

 

É o estado abraçando e acolhendo até nos momentos mais vulneráveis”, comenta Caren, ao explicar que várias destas crianças possuem doenças crônicas e precisam ser internadas para tratamento várias vezes durante o ano. “Mais uma oportunidade para crianças e adolescentes continuarem o atendimento escolar enquanto estão internadas, sem precisar interromper o processo de escolarização”, completa.

 

Locais de atuação

 

São 15 vagas e cadastro reserva para atuar nas classes hospitalares:

Hospital Materno Infantil (HMIB)

Hospital Regional da Asa Norte (HRAN)

Hospital Regional de Taguatinga (HRT)

Hospital Regional de Ceilândia (HRC)

Hospital Regional do Gama (HRG)

Hospital Regional de Sobradinho (HRS)

Hospital Regional de Planaltina (HRP)

Hospital Regional de Brazlândia (HRBz)

Hospital Regional do Paranoá (HRPa)

Hospital Regional de Samambaia (HRSa)

Hospital da Criança de Brasília José Alencar

 

 

Governo do Distrito Federal