Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/09/21 às 14h42 - Atualizado em 2/10/21 às 9h51

Enem Inclusivo e Especial

 

Alunos poderão se preparar para as provas durante 10 aulões gratuitos

Thaís Rohrer, Ascom/SEEDF

 

A edição 2021 do Projeto Enem Inclusivo e Especial começa com aula inaugural neste sábado, 18, com polo central na Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (Eape). A iniciativa tem como objetivo preparar estudantes do Ensino Especial para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Eles terão 10 encontros para revisão de conteúdos e dicas de preparação para as provas nos sábados que antecedem o certame.

 

As aulas serão presenciais com toda a estrutura necessária para garantir plena acessibilidade aos estudantes. Para facilitar o acesso desses jovens ao conteúdo com as condições adequadas e evitar aglomerações por causa da covid-19, eles vão participar dos aulões na própria região administrativa em que estudam, em uma sala preparada pela Coordenação Regional Ensino (CRE). Funcionará da seguinte forma: professores ministrarão as aulas ao vivo nas instalações da Eape e o sinal gerado será transmitido para as unidades das CREs onde os estudantes estarão.

 

Os alunos poderão fazer perguntas aos professores no chat para garantir a integração entre os envolvidos. Também haverá um professor auxiliar e um monitor em cada sala de aula para dar o suporte aos estudantes do ensino especial. Os aulões também terão um intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e áudio-descrição dos conteúdos.

 

As aulas ficarão disponíveis no canal YouTube da Subsecretaria de Educação Inclusiva (Subin). Atualmente, há 413 estudantes do ensino especial no 3º ano do ensino médio na rede pública.

 

Nosso objetivo é oferecer uma educação de qualidade e minimizar as desigualdades entre os estudantes. A edição desse ano do Enem Inclusivo e Especial terá a possibilidade do atendimento presencial especializado pensado de uma maneira em que os estudantes permanecem seguros e sem aglomeração em cada CRE”, frisa Vera Barros, subsecretária de Educação Inclusiva e Integral.

 

O projeto começou em 2019, desenvolvido pela Subin, da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF). Em 2021, está em sua segunda edição com apoio da Eape e das CREs. O público-alvo são os estudantes da rede pública do 3º ano do ensino médio que realizaram inscrição no Enem e apontaram a necessidade de atendimento especializado. Os jovens que cursam os 1º e 2º anos também poderão participar da inciativa a título de conhecimento.

 

Inspiração

 

O estudante Luis Felipe Sales participou da primeira edição do projeto Enem Inclusivo e Especial e com o auxílio do Exame conseguiu ingressar na faculdade de jornalismo. Crédito: Arquivo Pessoal

 

Luis Felipe Sales já foi um desses estudantes do ensino especial na rede púbica. Ele participou da primeira edição do projeto Enem Inclusivo e Especial e com o auxílio do Exame conseguiu ingressar na faculdade de jornalismo. Ele cursa o 4º semestre na Universidade Paulista.

O futuro jornalista estudou na rede púbica de ensino durante toda a educação básica e também teve formação no Centro Interescolar de Línguas (CIL), do Riacho Fundo II. Luis Felipe tem Transtorno do Espectro Autista (TEA) e teve o acompanhamento necessário para o desenvolvimento nos anos que esteve na SEEDF.

 

Sempre tive a orientação e ajuda dos profissionais da rede pública durante toda a trajetória do Luis e o Enem Inclusivo foi uma ação de grande importância porque ele estudava, mas ainda não tinha noção como seria fazer a prova. Essa preparação ajudou bastante a tirar as dúvidas e revisar os conteúdos de sala de aula. É um grande projeto, com grandes profissionais que atuam de forma voluntária. Foi marco na vida do Luis!”, relembra Luciene de Lima Silva, mãe do estudante.

 

Atualmente, o universitário tem um canal no YouTube para compartilhar a jornada universitária e momentos da vida pessoal. Luis e sua mãe deixam uma mensagem inspiradora aos estudantes do ensino especial: não importa qual a necessidade que você tenha, nunca desista de realizar o seu sonho, não deixe que uma pessoa jogue aquele bande de água fria nas suas aspirações. Você é capaz! A deficiência foi só um fato que aconteceu na sua vida e isso não vai impedir você de ser grande, importante e de seguir em frente.

 

Enem

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio de Teixeira (Inep), com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ele é utilizado como mecanismo de acesso à educação superior.

 

As provas do Enem deste ano serão realizadas em dois domingos, nos dias 21 e 28 de novembro. Haverá atendimento diferenciado aos estudantes do ensino especial que solicitaram o serviço no ato da inscrição.

 

Cronograma dos aulões Enem Inclusivo e Especial

img-responsiva Data img-responsiva Horário img-responsiva Disciplina
18/9 8h às 9h  Recepção dos convidados
9h às 10h  Cerimônia de abertura
10h às 11h  Aula motivacional
11h às 12h  Esclarecimento sobre os procedimentos do Enem
25/9 8h às 9h45  Filosofia
10h15 às 12h  História
2/10 8h às 9h45  Biologia
10h15 às 12h  Química
9/10 8h às 9h45  Física I
10h15 às 12h  Matemática I
16/10 8h às 9h45  Geografia
10h15 às 12h  Gramática
23/10 8h às 9h45  Sábado letivo
10h15 às 12h
30/10 8h às 9h45  Física II
10h15 às 12h  Sociologia
6/11 8h às 9h45  Sábado letivo
10h15 às 12h
13/11 8h às 9h45  Língua Estrangeira Moderna (LEM)
10h15 às 12h  Matemática II
20/11 8h às 9h45  Atualidades / Redação
10h15 às 12h  Encerramento com show musical